Amazonas

A Organização Mundial da Saúde World Health Organization (WHO) autorizou o uso emergencial da vacina desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.

A Organização Mundial da Saúde World Health Organization (WHO) autorizou o uso emergencial da vacina desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford.
18/02/2021 16h13

“Esta é uma excelente notícia, porque é um reconhecimento internacional da qualidade da vacina que estamos produzindo na Fiocruz e um passo fundamental para o enfrentamento global da pandemia de forma igualitária, a partir do consórcio da Covax Facility”, comentou a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima.

O Comitê Consultivo de Vacinas Covid-19 (Sage, na sigla em inglês) da OMS já havia recomendado a vacina com indicação de duas doses, considerando um intervalo de oito a 12 semanas entre elas, e apontando sua segurança para adultos de 18 anos ou mais, incluindo idosos.