]

Manaus, 02/12/2021

Cidade

Ageman solicita plano de ação do serviço Zona Azul para atender usuários durante o mês de dezembro no centro de Manaus

Ageman solicita plano de ação do serviço Zona Azul para atender usuários durante o mês de dezembro no centro de Manaus
24/11/2021 16h00

A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) solicitou que a concessionária do serviço Zona Azul apresente um plano de ação, a fim de atender a demanda crescente pelo serviço no centro de Manaus, em virtude das compras de fim de ano.

Durante fiscalização de rotina, usuários reportaram à Ageman que o quantitativo de monitores nas vias do Centro não tem sido suficiente para atender a grande demanda de motoristas, que utilizam o serviço de estacionamento rotativo pago, sobretudo nos horários de almoço (entre 11h e 14h) e aos sábados.

“Sabemos que apesar da existência do aplicativo, ainda há usuários que evitam usar a ferramenta e, muitas vezes, a internet da nossa cidade também não ajuda. Diante disso, se faz extremamente necessário que haja um melhor atendimento na prestação de serviço, principalmente nesta época do ano, quando o centro comercial é bastante procurado, por isso estamos requisitando que a concessionária apresente um plano de ação, informando quais medidas estão sendo tomadas, para atender a essa demanda crescente”, afirmou o diretor-presidente da Ageman, Fábio Alho.

A empresa Tecnologias de Trânsito da Amazônia Ltda. – SPE, responsável pelo serviço Zona Azul, tem um prazo de sete dias para apresentar o plano de ação à Agência Reguladora Municipal.

Atualmente, o serviço Zona Azul está liberado somente para o centro de Manaus, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 17h. Os créditos podem ser adquiridos por meio do aplicativo ZA Manaus, site www.zamanaus.com.br nos postos de venda autorizados ou ainda com os monitores, ao valor de R$ 2,45 a hora.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.