Manaus, 20/06/2021

Política

Alexandre Garcia: Não ir à CPI da Covid é quase uma confissão

Alexandre Garcia: Não ir à CPI da Covid é quase uma confissão
10/06/2021 15h50

O jornalista Alexandre Garcia criticou a ausência do senador do Amazonas, Wilson Lima, na CPI da Covid-19. No quadro Liberdade de Opinião desta quinta-feira (2), na CNN, ele disse que o governador agiu “como um motorista que tenha bebido e se recusado a soprar no bafômetro”.

– Isso já é uma informação. É quase uma confissão – disse o jornalista.

Garcia destacou que o Lima é um ponto chave na investigação da crise de oxigênio em Manaus, mas também apontou que outros fatores envolvem a questão.

– A gente que prestou atenção no depoimento da Dra. Mayra [Pinheiro] e a gente que sabe, que acompanha as coisas de lá, sabe que o caos na saúde não é de agora. Não foi feito de uma hora pra outra, não foi sequer o coronavírus que fez. Vem de mais tempo – comentou.

Para o jornalista, a decisão de Rosa Weber de permitir que o governador escolha se quer ou não ir à CPI abre precedente para que outros governadores argumentem da mesma forma. Ele ainda ressaltou que o advogado de Lima já defendeu Fernando Collor, PC Farias e Marcelo Odebrecht.

– Acho que fica, literalmente um vácuo e um precedente danoso que pode esfriar a CPI. Porque governadores e prefeitos, que receberam bilhões do governo federal, são alvo do requerimento do senador [Eduardo] Girão, que tem mais assinaturas (45). O [requerimento] do senador Randolfe [Rodrigues], tem 32 assinaturas. Então é um requerimento de peso. Representa a vontade de mais senadores, mas enfim… Não vai [acontecer] – lamentou.