Manaus, 15/05/2021

Cidade

Busca ativa da Prefeitura de Manaus contactou mais de três mil que ainda não foram tomar a segunda dose da vacina

Busca ativa da Prefeitura de Manaus contactou mais de três mil que ainda não foram tomar a segunda dose da vacina
26/04/2021 21h40

A aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 já começou e o número de faltosos nessa etapa tem causado preocupação à Prefeitura de Manaus. De acordo com o levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), 7.361 pessoas ainda não cumpriram o ciclo de proteção contra a doença com a segunda dose da CoronaVac/Butantan.

Para resolver essa situação, o prefeito de Manaus, David Almeida, determinou uma busca ativa para encontrar os faltosos. A atividade está sendo realizada por dez atendentes, no Centro de Cooperação da Cidade (CCC), que diariamente entram em contato com as pessoas que ainda não foram aos postos para tomar a segunda dose da vacina.

Na primeira fase da vacinação, o CCC atuou na atualização do “Vacinômetro”, fortalecendo a transparência da atividade ao alimentar o sistema com os dados, quase que em tempo real. Segundo o superintendente do Centro de Cooperação da Cidade, Sandro Diz, a cooperação entre as pastas tem sido fundamental e até o momento três mil pessoas já foram contactadas.

“Desde o início da gestão, o prefeito David Almeida pede que o trabalho seja unificado, acelerando as respostas à população e garantindo que Manaus seja sempre prioridade. Assim como atuamos na primeira fase, neste segundo momento o CCC soma esforços com a Semsa no resgate dessas pessoas, que ainda não foram tomar a segunda dose. Até a última sexta-feira, conversamos com mais de três mil usuários”, disse o superintendente.

A titular da Semsa, Shádia Fraxe, alerta sobre a importância das pessoas que estão em atraso, fecharem o ciclo de imunização contra a Covid-19, e comparecerem a um dos sete pontos de vacinação espalhados em todas as zonas de Manaus, no horário das 9h às 16h.

“Aquelas pessoas em atraso com a segunda dose precisam saber que só ficarão imunizadas ao concluir todo o processo de vacinação”, enfatiza a gestora da Saúde.

Especialistas já garantiram que a vacinação é a forma mais eficaz de controlar e baixar os índices de casos da doença em Manaus. E esse compromisso vem sendo reafirmado pelo Executivo municipal, que já chegou a liderar o ranking nacional de imunizados.

Dona Cléa Uchôa, 84 anos, recebeu a ligação da prefeitura e agradeceu o lembrete. “Foi bom para lembrar e agora eu vou, se Deus quiser, não vou perder de jeito nenhum, porque eu quero a minha saúde. Essa iniciativa é muito boa, porque têm muitos idosos que não lembram. Meus irmãos todos já foram e agora só falta eu”, completou.

Prazos

São considerados em atraso, aqueles usuários que tomaram a primeira dose da CoronaVac/Butantan ou da AstraZeneca/Oxford e não compareceram aos postos de vacinação na data indicada pela Semsa. Os fabricantes recomendam que a segunda dose seja aplicada no prazo de até 28 dias para a CoronaVac e de 84 dias para a AstraZeneca.

Para organizar o atendimento, evitando aglomerações e reduzindo o tempo de espera, a Semsa faz o agendamento eletrônico da segunda dose pelo sistema “Imuniza Manaus” (https://imuniza.manaus.am.gov.br/). No entanto, o usuário que não tem cadastro, pode verificar a data indicada na carteira de vacinação e ir diretamente ao posto para receber a vacina.

Os que perderam a data, seja a indicada pelo “Imuniza Manaus”, seja a da carteira, podem e devem receber a segunda dose, bastando procurar um dos postos da Semsa.

“A recomendação do Ministério da Saúde é para que o esquema vacinal seja concluído, ainda que com atraso”, reforça a secretária Shádia Fraxe.

Oito postos de vacinação funcionam de segunda a sábado, das 9h às 16h, sendo que o da Escola de Enfermagem, na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), na zona Centro-Sul, é ponto exclusivo para trabalhadores de saúde.