Manaus, 15/08/2022

Política

CANDIDATO À REELEIÇÃO PAUDERNEY AVELINO REÚNE COM EMPRESÁRIOS NA CDL

CANDIDATO À REELEIÇÃO PAUDERNEY AVELINO REÚNE COM EMPRESÁRIOS NA CDL
24/09/2018 18h30

A Câmara dos Dirigentes Lojistas Manaus recebeu o deputado federal e candidato à reeleição, Pauderney Avelino (DEM), nesta segunda-feira (24), para mais uma rodada de conversa para apresentação de propostas, debate do cenário político nacional e das pautas de maior importância para o reaquecimento da economia.  Durante o evento o presidente da CDL, Ralph Assayag, declarou voto à Pauderney Avelino.

“Nós temos a necessidade de ter um representante que brigue muito pela gente e o meu voto para deputado federal é seu”, afirma Ralph Assayag, lembrando que todas às vezes que a CDL teve necessidade para tratar de um assunto de grande importância para entidade, o deputado Pauderney sempre esteve disponível para ajudar.

“Durante as negociações da própria Receita Federal não fazer greve no estado Amazonas, ele foi uma da primeiras pessoas que não teve horário para poder brigar. Nós não podemos perder Pauderney como deputado federal”, afirma Ralph Assayag.

Durante o almoço, Avelino defendeu que será preciso enxugar a máquina pública e investir em alternativas econômicas para o estado, além do polo industrial de Manaus.  “A Zona Franca não é eterna e dificilmente nós teremos a Zona Franca no modelo que tem hoje nos próximos vinte anos, devido a evolução tecnológica”, afirma Pauderney.

Como alternativa econômica, o candidato citou o Centro de Biotecnologia da Amazônia como uma nova proposta para o futuro da economia no Amazonas. “Consegui resolver o problema do CBA, que estava sem personalidade jurídica desde 2002. Conseguimos criar dotação orçamentária ao CBA e poderemos fazer os investimentos em pesquisa necessários para geração de riqueza com nossa biodiversidade”, lembra Pauderney.

O desafio para próxima gestão executiva e legislativa é enfrentar as pautas que o Brasil precisa vencer para voltar a crescer, como a reforma da previdência, reforma política e realizar uma gestão participativa para geração de emprego e renda.

“A pauta tem que ser conjunta, com os governantes ouvindo os representantes das classes produtoras”, conclui Pauderney.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.