Manaus, 07/12/2022

Geral

CDM da Imprensa Oficial entra para hall de entidades custodiadoras do Conselho Nacional de Arquivos

CDM da Imprensa Oficial entra para hall de entidades custodiadoras do Conselho Nacional de Arquivos
17/05/2022 15h20

O Centro de Documentação e Memória (CDM) da Imprensa Oficial do Estado do Amazonas (IOA) entrou para o hall de entidades amazonenses custodiadoras no Conselho Nacional de Arquivos, o Conarq. O título, considerado um marco para a história do CDM e da Imprensa Oficial, é um reconhecimento da importância do departamento na missão de manter, preservar e salvaguardar a memória do Estado, da instituição e do Diário Oficial do Amazonas (DOE).

Agora, com registro no Cadastro Nacional de Entidades Custodiadoras de Acervos Arquivísticos do Conarq e integrando o Sistema Nacional de Arquivos (Sinar), o CDM se une a outras sete entidades amazonenses com o mesmo título, passando a adotar a Norma Brasileira de Descrição Arquivística (Nobrade) e a fornecer e intercambiar informações a nível nacional e internacional sobre a sua missão institucional, o conteúdo do seu acervo e as formas como o público pode acessá-lo.

No Amazonas, também são entidades custodiadoras do Conarq o Arquivo Público do Amazonas, a Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), o Museu Amazônico da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), o Instituto Federal do Amazonas (Ifam), o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), o Centro de Memória da Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT-11) e Arquivo Público Municipal de Manaus.

O diretor-presidente da Imprensa Oficial, João Ribeiro Jr, comemorou o título junto ao Conarq. “É gratificante ver o trabalho do nosso Centro de Documentação e Memória ser reconhecido dessa maneira, com essa chancela do Conarq. É mais uma demonstração da importância do CDM na conservação da nossa memória, e logo no ano em que completamos 130 anos”, ressaltou.

Iniciativa própria

O registro do CDM no Conselho Nacional de Arquivos é fruto de uma iniciativa dos próprios servidores da Imprensa Oficial. É o que explica a coordenadora do Centro de Documentação e Memória, a arquivista Kethlen Perdigão.

“A ideia de alocar o CDM como unidade custodiadora do Conarq partiu da nossa servidora, Adriana Christiny, através da necessidade de referendar pontos específicos do cadastro em atividades internas nossas, sendo de suma importância e notória visibilidade esse título alcançado”, disse.

A funcionária mais antiga do CDM, Rosa Gomes, 68, também comemorou o registro no Conarq. “Ver ganharmos esse reconhecimento é muito bom. A biblioteca agora é mais moderna e passou por muitas mudanças que melhoraram o atendimento ao público e facilitam para a população. Antigamente tudo era presencial e agora temos pela internet”, disse.

Sobre o CDM

O Centro de Documentação e Memória (CDM) da Imprensa Oficial do Amazonas possui 27 anos de existência. Nasceu como biblioteca no ano de 1995 e há dois anos foi reformulado com a missão de planejar, gerenciar, controlar e executar atividades relacionadas ao acervo institucional da IOA.

São mais de 2 mil obras entre documentos arquivísticos, bibliográficos e objetos tridimensionais, incluindo enciclopédias, coleções jurídicas e literárias e, claro, os Diários Oficiais antigos. Ao todo, 11 servidores atuam no CDM, entre profissionais e estagiários do ramo da Arquivologia e Biblioteconomia, e auxiliares de pesquisa.

O público pode fazer consulta e pesquisa desses acervos e também conseguir autenticação de cópias de edições do DOE para fins comprobatórios. A solicitação destes serviços deve ser feita de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, exceto feriados e pontos facultativos, pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (92) 2101-7517.

Imprensa Oficial

A Imprensa Oficial do Estado do Amazonas (IOA) é uma autarquia estadual que completa 130 anos de existência em 2022, pertencente à Administração Indireta do Poder Executivo e vinculada à Casa Civil do Estado. É responsável pela publicação do Diário Oficial do Estado do Amazonas (DOE), por serviços gráficos e editoriais e pela gestão dos acervos institucionais através do CDM.

O Conarq

O Conselho Nacional de Arquivos (Conarq) é um órgão colegiado, vinculado ao Arquivo Nacional do Ministério da Justiça e Segurança Pública, que tem por finalidade definir a política nacional de arquivos públicos e privados, como órgão central do Sistema Nacional de Arquivos (Sinar), bem como exercer orientação normativa visando à gestão documental e à proteção especial aos documentos de arquivo no Brasil.

 

 

FOTO: Weslen Simplício e Winnetou Almeida

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.