Manaus, 19/08/2022

Brasil

CENTRAL DE SEGURANÇA ENTRA EM OPERAÇÃO PARA COORDENAR POLÍCIAS DE TODO O PAÍS NO PERÍODO ELEITORAL

CENTRAL DE SEGURANÇA ENTRA EM OPERAÇÃO PARA COORDENAR POLÍCIAS DE TODO O PAÍS NO PERÍODO ELEITORAL
04/10/2018 21h00

G1 –  O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, deu início nesta quinta-feira (4) às atividades de um centro integrado da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) com foco no policiamento ostensivo e de trânsito durante o período eleitoral.

O Centro Integrado de Comando e Controle fica dentro do complexo da sede da Polícia Rodoviária Federal, em Brasília, e sempre é acionado em grandes eventos, como no caso da Copa do Mundo.

Para a Operação Eleições, ele funcionará até segunda-feira (8), um dia após o primeiro turno das eleições.

No local, serão coordenados os trabalhos de cerca de 280 mil profissionais ds polícias Militar e Civil, do Corpo de Bombeiros e de órgãos de trânsito de todos os estados brasileiros.

As ações abrangem desde o policiamento nas ruas até a distribuição e guarda de urnas nos locais de votação e a segurança no recolhimento, contagem e divulgação de resultados.

O mesmo esquema se repetirá entre 22 e 29 de outubro, para o segundo turno das eleições, marcado para 28 de outubro.

“O papel deste centro e de todo o sistema ativado a partir de agora é garantir a segurança do pleito em todo o país. Temos as Forças Armadas, que participam do transporte, da logística das urnas, que é de responsabilidade das Forças Armadas e por convocação dos tribunais regionais eleitorais e do Tribunal Superior Eleitoral naquelas localidades onde se fez necessário reforço”, afirmou Jungmann.

Questionado por jornalistas se havia algum receio de atrito entre apoiadores de candidatos adversários, o ministro ressaltou que até o momento o setor de inteligência do governo “não trouxe notícias de conflitos entre grupos políticos diferentes”, mas que isso está sendo monitorado.

Efetivo policial

A Polícia Federal destacou 4 mil policiais em todo o país para dar apoio às operações durante a eleição.

Nas rodoviais federais, o policiamento será reforçado, com 2 mil policiais por dia. O grupo vai ter reforço no dia 7, quando a PRF vai utilizar 1,9 mil viaturas e 670 bafômetros.

Segundo o Ministério da Segurança Pública, o efetivo de 1,5 mil integrantes da Força Nacional, que atuam em diferentes operações pelo país, estará de prontidão para dar apoio aos demais órgãos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.