]

Manaus, 23/10/2021

Polícia

Central Integrada de Fiscalização vistoriou mais de 30 estabelecimentos durante o final de semana

Central Integrada de Fiscalização vistoriou mais de 30 estabelecimentos durante o final de semana
11/10/2021 17h00

Trinta e um estabelecimentos foram fiscalizados pelos agentes da Central Integrada de Fiscalização (CIF) neste final de semana, em Manaus. A CIF tem como principal objetivo fiscalizar e orientar proprietários e consumidores quanto ao cumprimento das regras de prevenção à Covid-19.

As ações aconteceram entre a noite da última sexta-feira (08/10) e a madrugada desta segunda-feira (11/10), nas zonas sul e centro-sul da capital. Dos 31 locais vistoriados pela CIF, 25 estavam cumprindo as normas do decreto governamental, recebendo apenas orientações por parte dos fiscais. De acordo com os agentes, somente dois estabelecimentos apresentaram irregularidades.

Na sexta-feira, o evento “Esquenta da Gravação do Brizado”, que acontecia na Escola de Samba Vitória Régia, bairro Praça 14, zona sul da capital, foi encerrado pela CIF.

No sábado (09/10), o estabelecimento Búfalo, localizado na rua Pará, Conjunto Vieiralves, zona centro-sul, foi autuado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) por não possuir Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB). No domingo (10/10), os fiscais realizaram apenas orientações nos locais fiscalizados.

Ação integrada – Coordenada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), a CIF está focada no cumprimento das regras de prevenção da Covid-19, desde junho de 2020, quando o comércio da capital amazonense começou seu processo de reabertura gradual após o isolamento imposto para contenção de casos. Seguindo determinação do secretário de Segurança Pública, general Mansur, a CIF teve suas ações ampliadas.

A CIF conta com apoio das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, agentes do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) e Instituto Estadual de Defesa do Consumidor (Procon-AM).

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.