Manaus, 23/05/2022

Cultura e Entretenimento

Cia Circo Caboclo promove bate-papo virtual sobre a importância da flexibilidade

Cia Circo Caboclo promove bate-papo virtual sobre a importância da flexibilidade
07/04/2022 09h00

A flexibilidade é a capacidade de o corpo fazer uso de suas habilidades musculares, ação que envolve força, resistência e consciência corporal. Para discutir sobre a importância da flexibilidade nas modalidades circenses e para o bem-estar, a Cia Caboclo promove um bate-papo, nesta sexta-feira (8), às 19h, com o tema “Diálogos entre a flexibilidade e a contorção”. A atividade ocorrerá de forma virtual no Instagram da Companhia @circocaboclo.

O bate-papo será conduzido pelos artistas circenses Ingrid Cândido, 30, e Jean Winder, 28, da Companha Circo Caboclo. O intuito do “Diálogos entre a flexibilidade e a contorção” será estabelecer uma discussão entre o público e os participantes do projeto para responder às perguntas e curiosidades sobre a prática de exercícios de flexibilidade. A transmissão será realizada gratuitamente na plataforma digital, aberta a todos os públicos interessados.

A atividade integra o projeto “Amplitude – formação em flexibilidade”, um processo de investigação sobre a flexibilidade realizado pela artista e bióloga, Ingrid Cândido, conduzido pelo acrobata amazonense Jean Winder.

Durante a formação, Ingrid desenvolveu técnicas de flexibilidade, por meio de pesquisas científicas, práticas e teóricas, além de se potencializar nas habilidades acrobáticas circenses.

“A flexibilidade se apresenta como uma habilidade essencial para um trabalho adequado das técnicas acrobáticas tanto no solo como nas acrobacias aéreas. Propiciando não só a beleza expressiva da técnica como também ajudando na execução adequada de diversos movimentos e na prevenção de lesões”, explica Jean Winder, responsável pela formação.

O projeto “Amplitude — formação em flexibilidade” foi contemplado pelo Concurso Prêmio Manaus 2021 — Zezinho Corrêa, da Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos – Manauscult.

Artistas
Com o estudo voltado a flexibilidade, Ingrid Cândido é formada em ciências biológicas pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Também tem mestrado em genética da conservação e biologia evolutiva. No cenário circense da cidade de Manaus, a artista vem atuando por meio de performances na Cia Acrobacia Manaus e com o Grupo Haru, como acrobata, intérprete e assistente de produção.

O responsável pelo curso, Jean Winder possui formação em artes circenses pela Escola Nacional de Circo Luiz Olimecha (RJ) e licenciatura em artes cênicas pela Universidad Nacional de San Martin (Argentina). Winder possui experiência na artes circense, educador de projeção internacional. O acrobata já ministrou oficinas e cursos de técnicas circenses em festivais de circo, e em instituições de formação nas artes do circo, no Chile e Argentina, além do Brasil.

Cia Circo Caboclo
O projeto é realizado pela Cia Circo Caboclo. Criada em 2017, a companhia de artes se dedica à investigação e produção artística por meio da linguagem circense, na cidade de Manaus.

Fundada pelo artista amazonense Jean Winder, a Cia Circo Caboclo propõe o intercâmbio de questionamentos e experiências entre artistas do Chile, Argentina e Brasil para estabelecer e produzir processos artísticos entre profissionais latino-americanos e ressignificar “fronteiras” por meio da arte e da tecnologia. Mais detalhes da companhia no Instagram: @circocaboclo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.