Cidade

Com ações de incremento na economia, prefeitura colabora para alta do PIB de Manaus

Com ações de incremento na economia, prefeitura colabora para alta do PIB de Manaus

Manaus saltou duas posições no ranking dos dez municípios com maiores Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2018 e voltou a ocupar a 6ª colocação, ficando à frente de cidades como Porto Alegre (RS), Osasco (SP), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). Com participação direta da prefeitura em ações de incremento à economia, a capital amazonense fechou o ano de 2018 com PIB de R$ 78.192.321.000,00, o que representa 20,18% do PIB da região Norte e 1,12% do PIB nacional.

“Ao longo dos últimos oito anos, na minha administração, não medimos esforços para incentivar o ambiente de negócios da capital, desburocratizando e fomentando o setor de serviços e, com isso, também impulsionando a arrecadação municipal. Temos a melhor Previdência do Brasil e somos campeões de responsabilidade fiscal e isso se reflete em mais dinheiro circulando e um PIB cada vez maior”, destacou o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

De acordo com os dados divulgados nesta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor de serviços foi a engrenagem responsável pelo crescimento da economia na capital, somando a maior fatia de geração de riquezas (38,5%). O setor da indústria ficou em segundo lugar (34,3%), mesma posição do ano anterior. Em seguida vêm os setores de administração (20,6%) e da agropecuária (6,5%).

Como incentivo para os empreendedores do setor de serviço manauara, a Prefeitura de Manaus priorizou a desburocratização e simplificação de processos para a abertura e legalização de novos negócios na cidade. Missão para o Comitê de Desburocratização Municipal, implementado pelo prefeito Arthur em 2015 para dotar a estrutura do município de completas condições com objetivo de garantir sua integração ao funcionamento da Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (RedeSim).

Hoje a Prefeitura de Manaus já integra os processos de abertura, alteração, baixa e regularização de empresas com a RedeSim, com entrada única de dados integrada com a Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea) e a Receita Federal. Manaus também é a primeira cidade do Brasil a implantar o processo de automação georreferenciada da viabilidade de localização de empresas, com cerca de 80% das análises respondidas automaticamente em menos de um minuto.

Em resumo, as ações refletiram diretamente na arrecadação do Imposto Sobre Serviços (ISS) da capital, que registrou uma receita de aproximadamente 588 milhões em 2018, 13% a mais do que no ano anterior. A expectativa é que o cenário continue positivo no levantamento dos dados do PIB para 2019, pois, as receitas vindas do setor de serviços foram ainda maiores e alcançaram faturamento de R$ 664,2 milhões, mantendo a mesma faixa de crescimento anual de 12% quando comparado ao ano de 2018.