Manaus, 29/03/2023

Mundo

Coreia do Sul e EUA realizarão exercícios nucleares em meio a ameaças da Coreia do Norte

Foto: Ken Scar/Exército dos EUA/Divulgação via REUTERS
Foto: Ken Scar/Exército dos EUA/Divulgação via REUTERS
17/02/2023 15h50

A Coreia do Sul e os Estados Unidos realizarão exercícios em Washington na próxima semana para melhorar as operações dos ativos nucleares americanos como parte dos esforços para combater as ameaças da Coreia do Norte, disse o Ministério da Defesa de Seul nesta sexta-feira (17).

A Coreia do Norte, com armas nucleares, disparou um número sem precedentes de mísseis em testes no ano passado, incluindo mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs) que podem atingir qualquer lugar nos Estados Unidos, enquanto retomava os preparativos para seu primeiro teste nuclear desde 2017.

Os exercícios, chamados de exercício de mesa do Comitê de Estratégia de Dissuasão, estão programados para 22 de fevereiro no Pentágono e envolverão formuladores de políticas de defesa de ambos os lados, disse o ministério.

Seriam os primeiros exercícios desse tipo desde que os dois países concordaram no ano passado em realizá-los anualmente, já que Seul busca aumentar a confiança na dissuasão estendida americana – para contar com sua capacidade militar, especialmente forças nucleares, para impedir ataques a seus aliados.

A delegação da Coreia do Sul será chefiada pelo vice-ministro da Defesa, Heo Tae-keun e a equipe dos EUA será liderada por Siddharth Mohandas, subsecretário adjunto de defesa para o Leste Asiático, e Richard Johnson, subsecretário adjunto de defesa para política nuclear e de combate a armas de destruição em massa.

“Com foco nas ameaças nucleares da Coreia do Norte, ambos os lados terão discussões aprofundadas sobre várias medidas para fortalecer a dissuasão estendida dos EUA, incluindo compartilhamento de informações e procedimentos de consulta”, disse o ministério em comunicado.

Em 23 de fevereiro, as autoridades visitarão a base naval de Kings Bay, na Geórgia, que abriga os principais submarinos nucleares.

Os aliados disseram que estão trabalhando para impulsionar o planejamento e a implementação nuclear conjunta, bem como o compartilhamento de informações.

Em maio, os militares de ambos os lados realizarão seus próprios exercícios de mesa pela primeira vez, que serão “muito mais concretos e substantivos” do que os próximos programas.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.