Geral

De doação de sangue a vacinação, Sejusc realiza ações para celebrar Dia Internacional dos Direitos Humanos

De doação de sangue a vacinação, Sejusc realiza ações para celebrar Dia Internacional dos Direitos Humanos

Nesta quinta-feira (10/12), data em que se celebra o Dia Internacional dos Direitos Humanos, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) realizou diversas atividades voltadas para todos os públicos, incluindo doação de sangue, vacinação contra o vírus Influenza A (H1N1 e H3N2) e da Influenza B, além de testes rápidos de HIV/IST’s.

No Centro Integrado de Proteção e Defesa da Pessoa Idosa (Cipid), localizado na rua do Comércio s/n, Parque 10, zona centro-sul, foram realizadas ações alusivas à campanha “Dezembro Vermelho”, como teste rápido de HIV/IST’s, distribuição de preservativos masculinos e femininos, distribuição de material informativo e vacinação contra o vírus influenza. A iniciativa foi realizada em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Policlínica Castelo Branco e Delegacia Especializada de Crime Contra Idoso (DECCI).

Na sede da Sejusc, localizada na Rua Bento Maciel, 02, Conjunto Celetramazon, bairro Adrianópolis, zona centro-sul, uma parceria com a Fundação de Hemoterapia e Hematologia do Amazonas (FHemoam), resultou em uma mobilização de doação de sangue, que foi bem recebida pelos servidores da Sejusc e outras pastas. Ao todo, 39 bolsas de sangue foram coletadas, o que pode ajudar até 156 pessoas.

O secretário William Abreu, titular da Sejusc, destacou a importância de aderir à mobilização de doação de sangue destinada a manter os estoques da FHemoam em níveis estáveis, principalmente neste período de fim de ano.

Ainda segundo o titular da pasta, a ação serve para reforçar o ato de doar uma bolsa de sangue. “Essa parceria com a FHemoam serve para mostrarmos a importância da vida. Doar sangue é um ato de amor ao próximo”.

A secretária executiva dos Direitos da Pessoa Idosa da Sejusc, Franciane Alves, reforçou os cuidados da pasta com a população deste segmento no Estado. “A Sejusc sempre promove ações integradas para o idoso e para a família, levando em conta o alto índice de violação que ocorre no âmbito familiar”, disse.

A socióloga Suzete Camurça, responsável pela FHemoam, relembrou que, com a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), somado ao final de ano, muitas pessoas não estão podendo doar, o que impossibilita a fundação de manter os níveis de bolsas de sangue estáveis.

“A doação de sangue é rápida, segura, feita por técnicos, com toda a assistência de enfermeiros e médicos para realizar a doação com segurança. O sangue é fracionado, é feita a separação dos hemocomponentes. Com a sua doação você pode salvar até quatro vidas”, ressaltou.

A servidora afirmou ainda que a FHemoam atende toda a rede pública e privada do Estado do Amazonas. “Por isso nossa demanda é sempre muito grande. Convocamos a todos novos doadores, aqueles que nunca doaram ou os que já doaram para fazer essa doação com regularidade”, completou.

A estagiária Maria Clara Moura, 22, foi a primeira doadora desta quinta-feira (10/12). “Tenho medo de agulhas, mas acho que a situação é importante e isso não pode me impedir de doar sangue. Espero doar outras vezes”, disse.

Onde doar – Em Manaus, os voluntários podem realizar suas doações de sangue no Hemoam, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 18h. A unidade está localizada na avenida Constantino Nery, 4.397, Chapada, zona centro-sul.

Para ser doador, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos e estar com boa saúde. Menores de 18 anos só podem doar com autorização dos pais ou responsável legal. É preciso estar bem alimentado e portar documento de identidade com foto. Os homens podem doar até quatro vezes ao ano, e mulheres, até três vezes.

Também é possível doar no Posto de Coleta que funciona na Maternidade Ana Braga, na avenida Cosme Ferreira, São José I, zona leste. O horário de funcionamento é das 8h às 12h, de segunda a sexta-feira.