Cidade

Decretado três dias de luto em Manaus pela morte de Lydia Corrêa

Reprodução/assessoria
Reprodução/assessoria

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, determinou que seja decretado luto oficial de três dias na capital amazonense pela morte da ex-primeira-dama do município, Lydia da Eira Corrêa, que morreu neste domingo, 20/12, após uma infecção renal. Lydia era esposa do ex-prefeito de Manaus e atual deputado estadual Serafim Corrêa.

“Solidarizo-me com o então prefeito de Manaus e agora deputado estadual Serafim Corrêa, com a filha Daniela Eira Benayon, nossa diretora-presidente da Manaus Previdência, assim como ao vereador Marcelo Serafim, e estendo meus sentimentos aos familiares e amigos pela perda de Lydia da Eira Corrêa”, disse o prefeito.

A primeira-dama e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko, também lamentou a morte da senhora Lydia. “Que Deus possa dar o conforto e a serenidade ao ex-prefeito e deputado estadual Serafim Corrêa, à querida Daniela, todos seus familiares e amigos neste momento de profunda dor”, desejou.

Casados há 51 anos, Lydia e Serafim são pais de Daniela, Rafael e do vereador Marcelo Serafim.

Prefeito eleito David Almeida

O prefeito eleito de Manaus, David Almeida, e seu vice-prefeito, Marcos Rotta, também lamentaram a morte de Lydia Corrêa, por meio de nota e enviaram condolências aos “parentes e amigos neste momento tão difícil”.

via assessoria