]

Manaus, 23/10/2021

Política

Deputado destaca proposta de negócios sustentáveis do Instituto Amazônia+21

Fotos: Ney Xavier
Fotos: Ney Xavier
14/10/2021 16h30

O deputado Adjuto Afonso (PDT) destacou nesta quarta-feira, 13, o lançamento do Instituto Amazônia+21, do qual participou, que aconteceu no início desta semana, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam). O instituto visa fortalecer o setor produtivo nacional a partir da promoção de negócios sustentáveis.

“Um instituto criado para agregar os nove estados da Amazônia Legal, que tem por objetivo fomentar a economia nesses estados de forma sustentável, gerando emprego e gerando renda. Oferece às empresas assessoria, articulação, consultoria, difusão e mensuração de resultados dos projetos implementados”, explicou o parlamentar.

De acordo com a apresentação realizada pelo presidente da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (Fiero), Marcelo Thomé, a ideia é referenciar empresas da região nos princípios ASG: cuidado com o meio ambiente, responsabilidade social e boas práticas de governança, fatores associados à Amazônia, que dispõe de alta demanda a esse tipo de investimento de caráter internacional.

O público alvo são pequenas e médias empresas com estabelecimentos na região; grandes empresas nacionais e internacionais com suas cadeias de fornecedores; e, fundos privados e públicos que tenham interesse em investir em empreendimentos sustentáveis. “Eu não tenho dúvidas de que vai ajudar muito os governos dessa região, porque vão fomentar o que é melhor para cada estado, voltado para o micro e pequeno empresário”, reforça o deputado Adjuto Afonso.

O instituto já atua nos segmentos de biogás; integração lavoura, pecuária e floresta; além de anunciar programas para pagar produtores rurais por sequestro de carbono.

Além do presidente da Fieam, Antônio Silva, o evento contou com a presença do deputado federal, Marcelo Ramos (PL); do superintendente da Suframa, general Algacir Polsin; do secretário de meio ambiente do Amazonas, Eduardo Taveira; dentre outros representantes de setores da economia local.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.