Política

Eleição na Câmara será presencial no dia 1º de fevereiro, decide Mesa Diretora

Pablo Valadares/Agência Câmara
Pablo Valadares/Agência Câmara
18/01/2021 13h40

Uma reunião da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados nesta segunda-feira (18) decidiu que e eleição para o comando da Casa será no dia 1º de fevereiro em votação presencial e fechada.

O encontro foi convocado por aliados do deputado Arthur Lira (PP-AL), candidato à presidência da Casa e os procedimentos definidos na reunião de hoje atende a uma demanda de seu grupo.

Além disso, a reunião servirá para avaliar o caso de deputados do PSL que assinaram um documento declarando apoio a Lira na disputa pela presidência da Casa.

Embora a direção do PSL tenha declarado apoio ao candidato Baleia Rossi (MDB-SP), apoiado pelo atual presidente Rodrigo Maia, 32 deputados da legenda decidiram apoiar o alagoano.

A Mesa Diretora decidirá se a posição dos 32 deputados do PSL pró-Lira é válida, dado que 17 deles estão com as funções partidárias suspensas por determinação da própria legenda.

“A Mesa Diretora funciona por maioria.  Na situação do PSL, há uma decisão monocrática de quase um ano que Maia afastou parlamentares do PSL de atividades da Câmara. A discussão na mesa das 32 assinaturas tem sido segurada arbitrariamente por um único membro. Há um parecer sobre isso que precisa ser analisado e ele não coloca para analisar. Não tenho dúvidas que será votado o parecer para que eles possam exercer seu direito de onde querem ir. O PSL já se expressou por maioria e eu espero que a mesa, por maioria, decida sobre os deputados”, afirmou Lira em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

via CNN Brasil