Manaus, 29/01/2023

Educação

Escola da zona norte alia jogos e tecnologia em projetos do Programa Ciência na Escola

Escola da zona norte alia jogos e tecnologia em projetos do Programa Ciência na Escola
14/12/2022 14h00

Estudantes da Escola Estadual Prof. José Bernardino Lindoso, na zona norte de Manaus, realizaram a apresentação dos projetos que fazem parte do Programa Ciência na Escola (PCE), uma parceria firmada com Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam). A escola tem dois projetos participantes do programa, envolvendo alunos de todas as séries do Ensino Médio.

Intitulado “Storytelling nas gamificações literárias e gramaticais”, o projeto surgiu como alternativa de tornar as práticas de estudos literários e gramaticais mais atrativas e significativas para os estudantes. A proposta do projeto é de criar uma narrativa gamificada, isto é, trazendo características de jogos, adaptada para um novo contexto, com objetivo de tornar o aprendizado mais atrativo.

A idealizadora do projeto, Gisele dos Santos, professora de Língua Portuguesa, diz que a iniciativa foi uma maneira de atrair os alunos e fazer com que eles aprendessem os conteúdos.

“Uma aprendizagem significativa é aquela construída e interiorizada para que ela se desenvolva e forme memórias duradouras. E isso vem acrescentar na vida dos alunos não somente para adquirir conhecimentos, mas também lições de vida, principalmente durante o momento que eles viveram durante a pandemia”, frisa.

O bolsista do projeto, Erick Zik, finalista do Ensino Médio, diz que durante as práticas pôde desenvolver sua criatividade e habilidades.

“Acredito que o projeto me ajudou a obter mais conhecimento. É algo muito gratificante, pois isso ajuda muito, tanto na questão pessoal como na profissional. E todo esse conhecimento eu enxergo como um aprendizado que vai valer para a vida toda”, ressalta.

Dispositivos móveis

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.