]

Manaus, 27/09/2021

Polícia

Estelionatários são presos após golpe da “Falsa carta de crédito” em clientes de Manaus

Foto: Divulgação PC-AM
Foto: Divulgação PC-AM
31/08/2021 14h21

 

MANAUS –  Nas primeiras horas da manhã de hoje a equipe do plantão de polícia Judiciária do 1o Distrito Integrado de Polícia, sob coordenação do Delegado Cícero Túlio, deflagrou a Operação Miragem a partir do cumprimento de 04(quatro) mandados de prisão e  busca e apreensão.

As investigações se iniciou há 2 meses e identificou que pelo menos 04(quatro) pessoas faziam parte de um esquema fraudulento de falsas vendas de veículos e consórcios, além da utilização indevida de documentos e nomes de ex – funcionários para contratação de cartas de crédito junto à instituições financeiras.

Os autores utilizavam uma empresa de fachada situada na Av. Ramos Ferreira, e induziam as suas vítimas à depositar vultosas quantias a título de entrada para a aquisição de veículos que jamais eram entregues.

Além disso os autores indevidamente utilizavam a documentação de ex – funcionários para a aquisição de cartas de crédito junto à instituições financeiras, auferindo grandes lucros decorrentes das práticas clandestinas.

Durante o curso das investigações foi identificado que a empresa de fachada operada pela quadrilha já responde a mais de 40(quarenta) processos no Amazonas. Ainda durante as investigações foi possível identificar que os autores veiculavam nas redes sociais fotos com seus próprios funcionários simulando o recebimento de veículos como se fossem clientes contemplados, para que as vítimas fossem induzidas a cair no golpe.

Centenas de documentos foram apreendidos durante as diligências policiais, além de 04(quatro) veículos que teriam sido recebidos a título de entrada para as negociações fraudulentas.

Os autores serão indiciados por associação criminosa, falsidade ideológica e estelionato, e após os procedimentos cartorários serão encaminhados ao CRT onde ficarão a disposição da Justiça para responder pelos delitos cometidos.

Os mandados foram expedidos pela Central de Inquéritos Policiais do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas a partir da decisão que decretou as medidas cautelares, proferida pelo Juiz Dr. Rafael da Rocha Lima.

Fonte: Assessoria de Polícia

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.