Manaus, 06/10/2022

Brasil

‘Estou em choque ainda’, diz vereadora trans do ES sequestrada

‘Estou em choque ainda’, diz vereadora trans do ES sequestrada
23/08/2022 11h50

A vereadora Lari Bortolote Marcon (Republicanos), sequestrada e resgatada em um cativeiro na região de Ubu, na cidade de Anchieta, no Sul do Espírito Santo, falou sobre o caso na manhã desta terça-feira (23). Em uma mensagem na sua rede social, a vereadora disse que está bem, mas em choque com a situação.

“Bom dia! Com toda a benção de Deus e todas as orações de amigos, familiares estou bem. Fui resgatada. Estou em choque ainda com toda situação! mas quero agradecer a todos que estiveram torcendo por mim! E ao lado de minha família”, disse a vereadora.

Sequestro

Lari Camponesa, como é conhecida, é a única vereadora trans do estado. Ela foi sequestrada durante a manhã de segunda-feira, na localidade de Mundo Novo, na zona rural de Rio Novo do Sul.

De acordo com informações da Polícia Militar, criminosos entraram em contato com o irmão da vítima exigindo o pagamento de R$ 250 mil para libertarem a vereadora.

De acordo com o secretário estadual de Segurança Pública, coronel Marcio Celante, duas pessoas foram presas suspeitas de envolvimento no crime. No entanto, até o momento, não há informações sobre a identidade dos criminosos.

“Na noite de ontem (segunda), a Delegacia Antissequestro e a Superintendência de Policiamento da Região Sul conseguiram lograr êxito e localizar o cativeiro na região de Ubu, em Anchieta. Duas pessoas foram presas, dois criminosos, e a vereadora foi resgatada em segurança”, disse Marcio Celante, em um vídeo divulgado para a imprensa na manhã desta terça-feira (23).

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.