]

Manaus, 28/07/2021

Amazonas

Estudantes de escola pública produzem telejornal para alertar sobre riscos da Covid-19

Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.
03/05/2021 14h10

Diante de tantas informações vindas da Internet e das redes sociais, a escola tem um papel fundamental de alertar a comunidade escolar sobre os riscos à saúde. Desta forma, os alunos da Escola Estadual (EE) Benício Leão, localizada na zona sul de Manaus, desenvolveram o projeto “Combate e Prevenção à Covid-19”, que consiste em abordar, por meio de vídeos, as principais informações sobre o novo coronavírus, além de incentivar e conscientizar sobre a importância de se seguir os protocolos de segurança e manter os cuidados com a saúde.

A iniciativa envolve aproximadamente 422 estudantes dos 4º e 5º anos e traz como principais temas: Covid-19 no Amazonas e no mundo, sintomas, prevenção, tratamento e vacina. A atividade é apresentada em formato de telejornal pelos alunos Kauê Gabriel, Paulo Henrique de Oliveira, Esther Nunes, Júlia Pereira, Ariely Safira e Isabely Cristiny.

“O projeto foi realizado durante uma semana e busca ainda integrar a família à escola, além de fazer o aluno se sentir parte do processo e construção do desenvolvimento da aprendizagem. Dessa forma, tornando as aulas mais dinâmicas e interessantes”, explica a gestora da unidade escolar, Ádila Marta.

A aluna Júlia Pereira participou da iniciativa, produzindo um vídeo sobre os tipos de tratamento para combater a doença. “É importante ressaltar que a medicação depende do nível da gravidade da infecção. Por exemplo, para sintomas leves, a Covid-19 pode ser tratada em casa, após avaliação médica. Para casos graves, existe a necessidade de hospitalização e de um cuidado mais apurado com o acompanhamento médico”, disse a estudante.

Já a aluna Ariely Safira falou sobre a vacinação. “Pesquisadores de todo mundo estão empenhados em combater o novo coronavírus. Para isso, desenvolveram estudos, que, com voluntários, testaram a eficácia da vacina. No Brasil, o Butantan, em parceria com um laboratório chinês, conseguiu criar uma vacina, a CoronaVac, que atualmente tem sido aplicada nos grupos prioritários”, enfatiza Ariely.

 

Fonte: Agência Amazonas.