]

Manaus, 02/12/2021

Cultura e Entretenimento

Exposição no Armazém XV traz memórias arquitetônicas de Manaus

Exposição no Armazém XV traz memórias arquitetônicas de Manaus
19/11/2021 09h19

Com vista para o rio Negro, o Armazém XV, uma das mais antigas construções que integram o complexo do porto de Manaus, abriu as portas ao público para uma exposição gerida pelo Instituto Amazônia onde conta com estudos e projetos arquitetônicos de cunho patrimonial que retratam as iconografias manauaras, além do espaço São Vicente e do livro de Moacir Andrade- Desenhos da Amazônia.

A exposição é um prato cheio para estudantes de arquitetura e urbanismo e aos amantes da história da nossa cidade. O projeto exposto são anos de trabalho desenvolvidos pelo Instituto Amazônia e com a coordenação técnica da arquiteta e urbanista Melissa Toledo.

“Trabalhei entre 2015 a 2018 no instituto e ver finalmente esses projetos que coordenei com bastante zelo junto ao presidente Paulo Henrique de Castro sendo expostos me dá muita felicidade. São espaços desenvolvidos dos estudos de revitalização das fachadas do entorno do porto que trazem a tipologia, apreensão estilística e estudo cromático dessas fachadas”, afirmou a arquiteta.

Melissa desenvolveu ainda a parte técnica do livro de Moacir Andrade intitulado Desenhos da Amazônia, que conta de forma lúdica a história e a dinâmica social do Amazonas e descreve brevemente as cenas retratadas no livro, como monumentos, construções históricas e paisagens naturais.

Outro projeto em exposição que contou com a coordenação da arquiteta é a maquete urbana sobre a ilha de São Vicente que trás ruas e as edificações onde foram elaborados os estudos de revitalização das fachadas.

O Armazém XV fica localizado na Rua Monteiro de Souza- Centro e a visita para exposição pode ser agendada através do site: https://institutoamazonia.org.br/ ou no telefone: (92) 3622-4850.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.