Manaus, 21/05/2022

Cidade

Feira da FAS acontece hoje com entrada gratuita, apresentações culturais e celebração da identidade indígena

Feira da FAS acontece hoje com entrada gratuita, apresentações culturais e celebração da identidade indígena
10/04/2022 09h30

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS) vai celebrar a “Identidade Indígena” em mais uma edição da sua tradicional Feira da FAS, que será realizada na sede da instituição no próximo domingo, dia 10 de abril, das 8h às 19h, com entrada gratuita e apresentações culturais para todas as idades. Além disso, terá mais de 70 expositores, sendo 70% deles indígenas, com a venda de produtos variados, gastronomia e de jardinagem.

As primeiras atividades culturais são voltadas ao público infantil que, das 8h às 12h, terá brincadeiras lúdicas, pinturas e outras ações especiais com a artista, e estudante de teatro, Mel Angeoles. Os pequenos também poderão se divertir com a contação de histórias, sob comando do palhaço Feupuudo, a partir das 10h.

Essa edição acontece em celebração ao Dia dos Povos Indígenas, comemorado em 19 de abril, por isso as apresentações do período da tarde serão realizadas por artistas indígenas, começando às 13h, com o pocket show de voz e violão do músico, compositor e intérprete indígena do povo Tikuna, José Tikuna.

Já às 15h acontece a apresentação do Grupo Makiritaki Kuximawara Iané Mirasá, que vai retratar a história da captura de guerreiros que serviam de escravizados para os brancos (kariwas) e mostra o drama das mulheres que, em busca da sobrevivência, saem para caçar e encontram os Makiritaki (homens onças). Em seguida, às 16h, a cantora Elizete Tikuna fará sua apresentação trazendo uma musicalidade imersiva para o evento.

No Espaço Cidadania da Feira da FAS, que ocorrerá no auditório da instituição, será realizada uma roda de conversa voltada para jovens com o tema “Identidade Indígena”, a partir das 15h.

Para finalizar o evento com muita diversão, das 18h às 19h, acontecerá a apresentação da banda Baluarte do Samba, com um repertório repleto de hits do samba.

“Vamos trazer para a nossa tradicional feirinha uma parte do que é a vasta cultura indígena, celebrando em todos os espaços, com 70% dos expositores sendo indígenas, com artesanato, pintura corporal, gastronomia, apresentações e roda de conversa sobre o tema. É muito importante para nós mostrarmos e valorizarmos a cultura indígena, e a Feira da FAS como um espaço democrático, que recebe um grande número de visitantes, é o local ideal”, explica a supervisora do Programa Cidades Sustentáveis da FAS e responsável pela realização da feira, Cristine Rescarolli.

A programação terá também a venda de produtos provenientes de pequenos empreendedores da cidade e atividades de bem-estar, e lazer. “E como a feira tem a característica da sustentabilidade, convidamos os visitantes a trazerem seus copos e ecobag para uso”, ressalta Cristine.

Os participantes acima de 16 anos também poderão realizar a emissão do título de eleitor no local, basta comparecer com um documento com foto (RG ou CNH) e comprovante de endereço, os homens entre 18 e 45 devem apresentar comprovante de quitação com o serviço militar.

A entrada para participar do evento é gratuita e a Feira da FAS é pet friendly, permitindo o acesso de animais domésticos acompanhados do tutor e com coleira.

Mais sobre a Feira

A Feira da FAS segue todos os protocolos de prevenção contra a Covid-19, exigindo apresentação da carteira de vacinação com o esquema vacinal completo, disponibilização de álcool gel, orientação para medidas de distanciamento e recomendação do uso de máscara para idosos de 70 anos ou mais, além de pessoas com sintomas gripais e imunossuprimidos.

O evento acontece na sede da instituição, localizada na localizada na Rua Álvaro Braga, 351, Parque Dez. Para mais informações, ligue ou envie um WhatsApp para o número (92) 99359-0918.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.