]

Manaus, 04/08/2021

Brasil

Funarj abre inscrições para edital de inédito de dança

Funarj abre inscrições para edital de inédito de dança
30/06/2021 16h10

A Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro (Funarj) abriu hoje (30) inscrições para o primeiro edital em âmbito estadual voltado para a dança. As inscrições vão até o dia 14 de agosto no site da Funarj e estão disponíveis apenas para pessoas jurídicas, isto é, companhias de dança, e microempreendedores individuais (MEIs).

O presidente da Funarj, José Roberto Gifford, disse à Agência Brasil que serão selecionados 12 espetáculos de dança que receberão R$ 50 mil cada um. Após a divulgação dos resultados finais, programada para novembro próximo, os espetáculos terão quatro meses para serem produzidos.

“Esses espetáculos vão ser encenados no Teatro João Caetano durante um mês, sendo três por semana e, depois, vão para o Teatro Armando Gonzaga, em Marechal Hermes, zona Norte”, informou Gifford. O presidente da Funarj estima que os espetáculos devem ser apresentados para o público entre março e abril de 2022.

Teatros

O Teatro João Caetano, localizado na Praça Tiradentes, região central da capital fluminense, é a casa de espetáculos mais antiga do Rio de Janeiro. Inaugurado no dia 12 de outubro de 1813, por Dom João VI, com o nome de Real Theatro de São João, foi cenário de importantes acontecimentos históricos do país. Ali foi comemorada a assinatura da primeira Constituição brasileira. Ao longo de mais de dois séculos, atuaram no Teatro João Caetano artistas consagrados no mundo, como Eleonora Duse, em 25 de junho de 1885, e Sarah Bernhard, em 6 de janeiro de 1886.

Ícones das artes cênicas brasileiras também estiveram em palco no Teatro João Caetano. Entre eles, Fernanda Montenegro, Paulo Autran, Bibi Ferreira, Fernanda Torres, Marco Nanini, Maria Bethânia, Gal Costa.

Já o Teatro Armando Gonzaga foi inaugurado em 19 de abril de 1954 pelo então prefeito da cidade, na época ainda Distrito Federal, Dulcídio do Espírito Santo Cardoso. O nome do teatro presta homenagem ao jornalista e dramaturgo Armando Gonzaga, conhecido autor de comédias de costumes na primeira metade do século 20, no Rio de Janeiro.

 

 

Fonte: Agência Brasil.