Manaus, 29/11/2022

Esportes

Havan anuncia que não renovará patrocínios esportivos para 2023

Foto: Alexandre Neto/Photopress/Estadão Conteúdo.
Foto: Alexandre Neto/Photopress/Estadão Conteúdo.
23/11/2022 14h50

A Havan, de propriedade do empresário Luciano Hang, declarou, nesta terça-feira (22), que não renovará os patrocínios esportivos dos clubes Flamengo, Athletico Paranaense, Cascavel e Brusque para o ano de 2023.

Os contratos assinados vão até 31 de dezembro deste ano.

Em nota, a empresa explica que “por conta do momento econômico e político que o Brasil vive, a Havan está revendo todos os seus investimentos para o próximo ano.”

A companhia ainda disse que “permanece de portas abertas para caso haja interesses mútuos futuramente”, devido à ótima relação entre as partes.

E agradeceu “a confiança e parceria construída durante todo o período junto às diretorias, atletas e torcidas dos times patrocinados e espera que todos entendam essa decisão no momento que o Brasil atravessa.”

Nenhum dos clubes patriocinados se pronunciou até o momento.

Veja a nota na íntegra:

“Por conta do momento econômico e político que o Brasil vive, a Havan está revendo todos os seus investimentos para o próximo ano. Com isso, informa que, para 2023, não renovará o patrocínio com nenhum time esportivo, como Flamengo, Athletico Paranaense, Cascavel e Brusque. O contrato vigente com os clubes segue até o final, com encerramento em 31 de dezembro de 2022.

A Havan tem muito orgulho em ter participado da história dos times e acompanhado a evolução de cada um durante esse período em que permaneceu junto. Pela ótima relação que sempre manteve com os clubes, a Havan permanece de portas abertas para caso haja interesses mútuos futuramente.

Por fim, agradece a confiança e parceria construída durante todo o período junto às diretorias, atletas e torcidas dos times patrocinados e espera que todos entendam essa decisão no momento que o Brasil atravessa.”

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.