Manaus, 11/08/2022

Amazonas

Homicida de conselheiro tutelar é condenado a 18 anos, em Novo Airão

Homicida de conselheiro tutelar é condenado a 18 anos, em Novo Airão
11/07/2022 15h40

O Ministério Público do Amazonas (MPAM), em julgamento do Tribunal do Júri, no município de Novo Airão, obteve a condenação de Marcelo Borges Carmim pelo homicídio do Conselheiro Tutelar Flávio de Oliveira Neto por homicídio duplamente qualificado.

O Júri acatou as teses do MPAM e condenou o réu a 18 anos de reclusão, em regime fechado, com as qualificadoras de motivo fútil e emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima. O julgamento, que durou mais de sete horas, aconteceu no dia 30 de junho. A defesa avalia a possibilidade de recorrer da sentença.

O crime foi cometido no dia 26 de junho de 2021, na Praça Municipal do Dinossauro, a principal da cidade. Após uma discussão, o réu desferiu quatro tiros contra a vítima, atingindo-lhe a cabeça. Agressor e vítima eram familiares e, segundo investigação policial, o homicídio foi motivado por um atrito entre ambos em um grupo de WhatsApp da família.

A acusação foi conduzida pelo Promotor de Justiça João Ribeiro Guimarães Netto, titular da PJ de Novo Airão. O julgamento foi presidido pelo Juiz Túlio de Oliveira Dorinho.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.