Amazonas

Manacapuru: Polícia Civil realizou ações em escolas para ampliar prevenção ao abuso sexual infantil

Manacapuru: Polícia Civil realizou ações em escolas para ampliar prevenção ao abuso sexual infantil

Com o intuito de coibir crimes contra crianças e adolescentes, a Delegacia Especializada de Polícia Civil de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus) apostou em ações educativas, realizando palestras em escolas para orientar o público infantojuvenil sobre esse tipo de violência. Segundo a delegada Roberta Merly, titular da DEP, essa iniciativa permitiu que novos casos chegassem ao conhecimento das autoridades policiais.

“Geralmente, no final dessas palestras vem um relato de superação ou de abusos. Nesse caso, abrimos um espaço para que essas pessoas possam relatar o que aconteceu, de maneira privada, e, se for o caso, realizamos as orientações para que a vítima possa comparecer à Delegacia e formalizar a denúncia. Nosso principal objetivo é conscientizar e mostrar para aqueles jovens que existem órgãos que os protegem e garantem os seus direitos”, disse.

A maioria das denúncias é feita por meninas. De acordo com a delegada, pais, irmãos, avôs, tios e amigos da família são os principais autores de abusos sexuais.

“Deve-se evitar deixar as crianças sozinhas ou com estranhos. Observem o comportamento da criança ou adolescente e, se eles estiverem sofrendo esse tipo de crime, vão transparecer. Sempre confiem no que eles vão relatar, nunca duvide, investigue e tome as devidas providências”, orientou Roberta Merly.

Durante as palestras nas escolas do município, neste ano, foram registradas três denúncias. Os inquéritos policiais instaurados para apuração dos crimes estão em andamento. Com o início da pandemia de Covid-19, em março, as ações educativas nas escolas tiveram de ser suspensas.

Denúncias podem ser feitas ao 181, o disque-denúncia da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM).