Manaus, 29/01/2023

Brasil

Mensagens mostram ameaças de namorado suspeito de agredir estudante de direito por ela beber cerveja: ‘Vai pagar caro’

Mensagens mostram ameaças de namorado suspeito de agredir estudante de direito por ela beber cerveja: ‘Vai pagar caro’
12/12/2022 12h50

Mensagens de texto no celular da estudante de direito Isabella Lacerda, de 20 anos, mostram ameaças por parte do namorado, momentos antes de ser agredida, em Goiânia. Ela denunciou que foi torturada por Thiago Brandão Abreu, de 40 anos, durante 3 horas, com socos, mordidas e coronhadas por arma de fogo, após beber cerveja “sem a permissão dele”.

Isabella contou que estava em uma festa de família, quando ligou sem querer por chamada de vídeo para o namorado, que viu a garrafa em suas mãos e foi até o local para buscá-la. A jovem está com diversos hematomas e contou que teve até parte dos cabelos arrancados.

Isabella Lacerda ao lado do namorado Thiago Brandão Abreu — Foto: Arquivo pessoal/Isabella Lacerda

O caso ocorreu na noite de sexta-feira (9), no Setor Sudoeste. Após conseguir fugir das agressões, a mulher foi a uma delegacia de polícia na madrugada de sábado (10), onde representou criminalmente contra o agora ex-namorado e pediu medidas protetivas contra ele.

A Polícia Civil informou na manhã desta segunda-feira (12), que Thiago foi preso em flagrante e encaminhado para audiência de custódia.

Ao g1, o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) informou que o processo está em segredo de Justiça e não é possível informar se Thiago permanece detido ou foi liberado após a audiência.

“Ele me bateu muito, muito mesmo. Chegou uma hora que eu achei que iria desmaiar… Chegou um momento que eu achei que ia morrer mesmo, porque eu tinha certeza que ele ia me matar”, conta Isabella, aos prantos.

Isabella Lacerda, à esquerda, antes de ser agredida. À direita, ela mostra hematomas após agressão — Foto: Arquivo pessoal/Isabella Lacerda e montagem/g1

Isabella Lacerda, à esquerda, antes de ser agredida. À direita, ela mostra hematomas após agressão — Foto: Arquivo pessoal/Isabella Lacerda e montagem/g1

Isabella disse que só conseguiu se salvar após ligar para a mãe e a irmã para pedir ajuda. Ela disse que namorava o empresário há 11 meses, e que o ciúme em excesso era o problema da relação.

“Nenhuma mulher merece isso. Já sofri com violência doméstica por parte do meu pai, e procurei estudar para isso, para ajudar e libertar mulheres. Isso não fere só o corpo, fere sua vida, sua alma, sua história”, desabafou a estudante.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.