Manaus, 05/07/2022

Polícia

PC-AM deflagra ação e prende homem por estupro de vulnerável praticado contra criança de nove anos

PC-AM deflagra ação e prende homem por estupro de vulnerável praticado contra criança de nove anos
26/05/2022 16h00

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), deflagrou, na manhã desta quinta-feira (26/05), por volta das 6h15, ação policial que resultou no cumprimento de mandado de prisão preventiva em nome de um homem de 48 anos, pelo crime de estupro de vulnerável, praticado contra uma criança de nove anos. A prisão ocorreu no bairro Armando Mendes, zona leste da capital.

Durante coletiva de imprensa realizada na sede da Depca, bairro Aleixo, zona centro-sul, a delegada Joyce Coelho, titular da unidade especializada, destacou os trabalhos realizados pela Depca, bem como o empenho das equipes para que elucidem com primor casos deste gênero, que ocorrem no Estado, e a importância de familiares e pessoas próximas à crianças e adolescentes em zelar pela proteção dos mesmos.

“A denúncia foi registrada no Dia Nacional de Combate à Exploração de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (18 de maio), momento em que a responsável pela vítima compareceu à delegacia, com a criança agredida”, enfatizou a delegada.

Conforme a delegada Juliana Viga, delegada plantonista da Depca, na ocasião do registro, a vítima informou que o autor já praticava o delito contra ela há, pelo menos, dois anos.

“Durante a escuta especializada realizada com a criança, ela nos contou que os atos libidinosos começaram com “brincadeiras” por parte do autor, e, descobriu, por meio de pesquisas na internet, que os atos eram algo ruim, pois a incomodava. Posteriormente ela confessou os ocorridos à mãe, ocasião em que foi tomada a decisão de denunciar o agressor ”, disse a delegada.

Viga esclareceu, também, que os familiares da criança perceberam um comportamento diferente por parte da vítima, como pesadelos constantes e frequentes recusas em frequentar a residência do infrator.

“Com base nas informações coletadas, foi solicitado à Justiça o mandado de prisão preventiva, tendo sido esta expedida no dia 18 de maio deste ano, pela juíza Rosália Guimarães Sarmento, da Central de Plantão Criminal e cumprida na data de hoje”, disse a delegada.

Procedimentos

O homem responderá por estupro de vulnerável e ficará à disposição do Poder Judiciário.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.