Manaus, 20/08/2022

Destaques

PC-AM prende suspeito de três homicídios no Nova Vitória

PC-AM prende suspeito de três homicídios no Nova Vitória
05/08/2022 10h10

Equipes do 30º Distrito Integrado de Polícia (DIP) cumpriram, na manhã desta quinta-feira (04/08), três mandados de prisão preventiva em nome de Gilberto Lopes da Silva, de 30 anos, por homicídios contra vítimas distintas, nos anos de 2009 e 2011. A prisão ocorreu na residência do suspeito, na rua C, bairro Santa Inês, zona leste.

O delegado Mauro Duarte, titular da unidade policial, disse que as vítimas foram uma adolescente e dois homens, identificados como Kethlen Correia Furtado, Marcelo Santos Aguiar e Robson Augusto da Silva e Silva, que tinham 15, 41 e 22 anos, respectivamente.

“Todos os homicídios ocorreram no bairro Nova Vitória, zona leste. O primeiro foi o de Robson, ocorrido no dia 20 de novembro de 2009, por volta de 0h20, na Pista da Raquete. O segundo foi o de Kethlen. Ela estava desaparecida desde o dia 16 de outubro de 2011. No dia seguinte, foi encontrada morta com golpes de faca na rua França. E o terceiro foi o de Marcelo, no dia 1º de novembro de 2011, na rua 1º de maio”, explicou.

O titular esclareceu, ainda, que as três vítimas foram mortas com golpes de arma branca e disparos de arma de fogo e que a motivação das mortes de Kethlen e Robson seria o suposto envolvimento com o tráfico de drogas. A motivação do homicídio de Marcelo seria uma discussão por motivo fútil.

“Robson veio a óbito após ser atingido com disparos de arma de fogo e golpes de faca. Kethlen foi morta, também, com golpes de faca. E Marcelo veio a óbito com golpes de terçado, pauladas e disparos de uma arma de fabricação caseira”, falou.

Conforme o delegado, os policiais civis do 30º DIP conseguiram prender o suspeito após denúncia anônima.

Procedimentos

Gilberto responderá por homicídio e ficará à disposição da Justiça.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.