Polícia

PC apreende maconha tipo skunk em saca de farinha que seria enviada a Barcelos

PC apreende maconha tipo skunk em saca de farinha que seria enviada a Barcelos

A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da 76ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Santa Isabel do Rio Negro (distante 630 quilômetros em linha reta da capital), em ação conjunta com a Policia Militar do Amazonas (PMAM), efetuou, nesta terça-feira (15/12), por volta de 18h10, a apreensão de um quilo de maconha do tipo skunk, que estava em uma saca de farinha e que seria despachado para o município de Barcelos (distante 339 quilômetros em linha reta da capital).

 

Conforme o delegado Aldiney Nogueira, na data mencionada, a equipe de polícia recebeu denúncia anônima, por meio de ligação telefônica, informando que um indivíduo estaria tentando enviar substâncias entorpecentes para Barcelos.

 

“A denúncia comunicava que a droga estaria em uma agência de viagem do município e, na ocasião, nós nos deslocamos, junto da PMAM, até o local. No estabelecimento, os servidores autorizaram que fizéssemos a vistoria nas encomendas, entre as quais encontramos a droga em uma saca de farinha”, comentou o delegado.

 

Segundo a autoridade policial, foram feitas diligências, que resultaram na identificação de Wendel Domingues Rodrigues, 26, como despachante do material ilícito.

 

Ainda com informações do delegado, o homem não foi encontrado pela equipe de polícia. Ele já foi indiciado também pelo crime de tráfico de drogas, no ano de 2016, quando cumpriu 30 dias de prisão temporária e, atualmente, está respondendo ao processo em liberdade.

 

Nogueira ressalta que após os trabalhos policiais, foi evidenciado que o autor não teve ajuda de nenhum funcionário da agência de navegação.

 

“Durante o depoimento de um dos servidores da agência, foi relatado que Wendel foi orientado a seguir o protocolo de envio de encomenda, sendo necessária a apresentação de documento e assinatura. No entanto, o autor se recusou a assinar e saiu do estabelecimento dizendo que iria buscar o documento e retornaria”, finalizou Nogueira.

 

Investigação – Após a apreensão do entorpecente, foi instaurado um Inquérito Policial (IPL) para apuração da prática do crime. Está sendo preparada a impetração das medidas judiciais aplicáveis ao caso e, posteriormente, após a resposta do Poder Judiciário, serão feitas as diligências para localizar o homem.