Manaus, 06/10/2022

Brasil

PEDAGOGIA FOI O CURSO COM MAIS INGRESSANTES E CONCLUINTES EM 2017

PEDAGOGIA FOI O CURSO COM MAIS INGRESSANTES E CONCLUINTES EM 2017
15/10/2018 12h00

G1 – Em 2017, de 1,2 milhão de universitários considerados “concluintes”, ou seja, no último ano da graduação, 10,5% estavam matriculados em pedagogia, segundo o Censo da Educação Superior de 2017, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

A carreira, que forma professores do ensino infantil, teve mais de 125 mil estudantes em vias de pegarem o diploma de ensino superior no ano passado.

A pedagogia também foi a carreira que mais atraiu novos universitários em 2017. Do total de calouros registraods pelo Censo, 9,2% dos calouros entraram no ensino superior se matriculando em um curso de pedagogia.

TOP 10: carreiras com mais ingressantes em 2017

No ano passado, quase 300 mil universitários se matricularam na graduação em pedagogia (presencial e EAD). Já considerando o número total de matrículas, incluindo os ingressantes, os concluintes e os demais estudantes, a carreira de pedagogia fica na segunda colocação, atrás do direito:

Estudantes a distância

Cada vez mais os alunos de ensino superior estudam a distância. No mês passado, o G1 mostrou que, entre 2016 e 2017, o número de alunos de EAD aumentou 17,6%. Foi o maior ritmo de crescimento desde 2008.

As matrículas de pedagogia são algumas das que mais respondem por esse crescimento. Desde 2009, a maioria dos futuros professores estão matriculados em um curso que não é presencial. Em 2017, esse número chegou a 60% do total de matrículas em pedagogia.

Pela primeira vez no ano passado, porém, o número de concluintes que estavam na reta final do curso a distância ultrapassou o de estudantes que concluíam a graduação presencial:

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.