Política

Pelo menos 6 ministros do governo devem entrar em férias nesta semana

Pelo menos 6 ministros do governo devem entrar em férias nesta semana

A partir desta semana, ministros do governo Bolsonaro começam a sair em férias para comemorar as festas de fim de ano. O 1º seria Paulo Guedes (Economia), que teve o descanso cancelado pelo presidente Jair Bolsonaro neste sábado (19.dez). Além dele, ao menos 6 chefes de pastas já estão de folga ou terão pausa no trabalho a partir dos próximos dias.

A ministra Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos) foi a 1ª a entrar em férias. Foram marcadas para 19 de dezembro. O retorno dela para o trabalho está programado para 11 de janeiro de 2021.

Esta 2ª feira (21.dez) será o 1º dia de férias de 5 ministros. São eles:
  • Roberto Campos Neto (Banco Central) – entra em férias até 8 de janeiro;
  • Ernesto Araújo (Relações Exteriores) – entra em férias até 7 de janeiro;
  • Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) – entra em férias até 31 de dezembro;
  • Wagner Rosário (Transparência) – entra em férias até 4 de janeiro;
  • José Levi (AGU) – entra em férias até 4 de janeiro;

O ministro Bento Albuquerque (MME) entra em férias depois do Natal, em 26 de dezembro, e retorna em 5 de janeiro. O ministro Fernando Azevedo e Silva (Defesa) fica fora de 28 de dezembro a 8 de janeiro de 2021. O levantamento do Poder360 baseou-se em despachos publicados no DOU (Diário Oficial da União).

Em tom de despedida de 2020, Guedes havia dado uma entrevista de fim de ano a jornalistas na 6ª feira (18.dez) com o balanço das ações do ministério. O chefe da pasta iniciaria seu descanso já no sábado, mas teve suas férias suspensas. A interrupção acontece em função de imbróglio entre o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o governo a respeito do 13º salário do Bolsa Família.

O Ministério da Economia, porém, disse que não há “motivo específico” para a suspensão das férias do ministro.

O presidente Jair Bolsonaro ainda não declarou como será sua programação para as festas de fim de ano. Em 2019, embarcou rumo à Base Naval de Aratu, na Bahia, em 27 de dezembro. O chefe do Executivo planejava passar a virada de ano no local, acompanhado da filha caçula, Laura Bolsonaro, de 9 anos, e de alguns familiares. Mas decidiu antecipar o retorno e passou a virada de ano em Brasília.