Manaus, 18/05/2022

Polícia

PM prende 9 pessoas na últimas 24 horas no AM

Foto: DIvulgação
Foto: DIvulgação
12/04/2022 12h56

Crimes como roubo e porte ilegal de arma de fogo motivaram prisões

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), prendeu nove pessoas e apreendeu dois adolescentes durante os patrulhamentos realizados no estado, entre a manhã de ontem (11) e as primeiras horas desta terça-feira (12). As ocorrências foram registradas em Manaus e nos municípios de Humaitá e Itacoatiara.

Crimes como roubo e porte ilegal de arma de fogo motivaram grande parte das prisões efetuadas. Ao todo, foram apreendidas sete armas de fogo, 26 munições e entorpecentes. As guarnições da PMAM também cumpriram dois mandados de prisão durante as ações.

Policiais da Força Tática prenderam um homem de 26 anos por porte ilegal de arma de fogo e apreenderam um adolescente, de 14 anos, por ato infracional análogo ao mesmo crime. A ocorrência foi registrada no bairro Petrópolis, zona sul de Manaus. Durante a ocorrência foi apreendido um revólver calibre 38 com três munições do mesmo calibre. O caso foi registrado no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

No bairro Santo Agostinho, zona oeste da capital, um jovem de 19 anos foi preso em posse de um revólver calibre 38. A prisão aconteceu durante patrulhamento de rotina realizado por policiais militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam). O homem foi levado para o 19º DIP, onde foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

Interior – Em Itacoatiara (a 176 quilômetros de Manaus), um homem foi preso após cometer furtos na cidade. Após a prisão do suspeito, efetuada por policiais do 2º Batalhão de Polícia Militar (BPM), ele confessou ter vendido os objetos furtados. O homem foi levado para a delegacia do município.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.