Manaus, 29/01/2023

Polícia

Polícia Civil do Amazonas destaca ações de segurança e proteção das crianças e dos adolescentes em 2022

Polícia Civil do Amazonas destaca ações de segurança e proteção das crianças e dos adolescentes em 2022
13/12/2022 11h20

A Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), atua todos os dias acolhendo crianças e adolescentes que tenham sido vítimas de ações delituosas, que feriram suas integridades físicas, emocionais, psicológicas e afins. Ao longo de 2022, as equipes policiais da Depca realizaram diversas operações e ações policiais que somaram, até novembro, números positivos para a segurança deste público.

Conforme a delegada Joyce Coelho, titular da unidade especializada, até o mês de novembro, a Depca totalizou cerca de 134 prisões, tanto em razão de ordens judiciais quanto em flagrantes; enviou à Justiça 473 Inquéritos Policiais (IPs); e registrou cerca de 1.500 Boletins de Ocorrências (BOs).

“Diariamente nossas equipes de investigação realizam diligências para garantir a segurança das crianças e adolescentes, no sentido de responsabilizar os autores das ações criminosas que afetaram o bem-estar delas, garantindo, assim, que as vítimas possam prosseguir com suas respectivas vidas”, falou.

A titular ressaltou que o trabalho executado pela Depca mostra para à sociedade que esses atos criminosos devem ser denunciados e, também, serve para estimular os responsáveis, para que estejam vigilantes quanto ao dia a dia das vítimas.

“Além das prisões realizadas, também atuamos em palestras educacionais em escolas, na capital e interior do Amazonas, a fim de orientar as crianças e os adolescentes sobre seus direitos e os cuidados que os mesmos devem ter no cotidiano. Essas ações servem para aproximar as vítimas, tanto da PC-AM quanto da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), para que possamos, assim, garantir sua segurança”, disse.

Destaques

A Operação Acalento, deflagrada em quatro fases, entre junho e julho de 2022, resultou em cerca de 23 prisões, em decorrência de crimes cometidos contra crianças e adolescentes.

As diligências contaram com apoio da Delegacia Especializada de Polícia (DEP) de Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus), da 48ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Maués (a 276 quilômetros), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core-AM) e Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (DECCI).

No combate à pornografia infantil, em fevereiro deste ano, as equipes da Depca prenderam um indivíduo de 24 anos, que mantinha aproximadamente 800 fotos e vídeos de crianças e adolescentes em suas mídias sociais. Inicialmente, o autor foi preso em flagrante e, posteriormente, em audiência de custódia, foi liberado para responder ao processo em liberdade.

Após a constatação de que crianças próximas a ele, por laços familiares ou afetivos, com menos de 10 anos, haviam sido vítimas de abusos sexuais praticados pelo indivíduo, foi representada pela prisão preventiva do homem, resultando no cumprimento da decisão judicial em menos de 48h após a prisão em flagrante.

No combate à exploração sexual infantil, em continuidade aos trabalhos, em abril de 2022, a Depca prendeu, em flagrante, um indivíduo de 67 anos, por favorecimento à prostituição praticado contra uma adolescente de 16 anos.

Segundo informações, o autor teria contratado a vítima para realizar serviços domésticos em sua residência, no entanto, durante os trabalhos, o mesmo ofereceu dinheiro para que ela tivesse relação sexual com ele.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.