]

Manaus, 23/10/2021

Polícia

Policiais da Base Arpão prendem três homens e apreendem fuzil em embarcação

Policiais da Base Arpão prendem três homens e apreendem fuzil em embarcação
13/10/2021 13h20

No último domingo (10/10), policiais da Base Fluvial Arpão prenderam três homens e apreenderam uma arma de fogo tipo fuzil, em uma embarcação que tinha como destino o município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus). O material ilícito estava escondido em uma canoa. O prejuízo estimado ao crime é de R$ 30 mil.

As prisões e apreensões ocorreram por volta das 7h. De acordo com as equipes, a embarcação foi vista com cerca de três ocupantes, descendo o rio Solimões com destino à cidade. Os agentes determinaram a aproximação da canoa para fiscalização, mas os suspeitos tentaram fugir.

De forma rápida, os policiais se deslocaram na lancha blindada e realizaram a abordagem aos indivíduos, que confessaram que estavam escondendo um fuzil 5,56 mm, além de R$ 11 mil em espécie.

Os criminosos ainda confessaram aos policiais que a arma e o dinheiro eram oriundos do tráfico de entorpecentes e que, antes de serem abordados pela Base Arpão, caíram na emboscada de piratas dos rios, tendo porções de entorpecentes e armas roubadas.

Os infratores foram levados à Delegacia de Polícia da Base Arpão, juntamente com o material apreendido, onde foi efetivado o flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, tráfico de drogas e associação criminosa.

Base Arpão

Coordenada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a Base Arpão é uma unidade tem atuação integrada de efetivos das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), Polícia Federal, Força Nacional e Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

 

 

 

 

*Com informações da assessoria.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.