]

Manaus, 28/10/2021

Política

Política do Babaçu: Deputado assina carta de compromisso junto às entidades agroextrativistas do Amazonas

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
30/08/2021 12h48

Após diversas análises sobre a implantação sustentável do babaçu, junto às entidades estaduais, municipais e agroextrativistas do Amazonas, comandadas pelo presidente da Comissão de Geodiversidade, Recursos Hídricos, Minas, Gás e Energia, deputado estadual Sinésio Campos (PT), o parlamentar concluiu, durante audiência pública, em Boa Vista do Ramos, o ciclo de reuniões técnicas a respeito do fruto. Na ocasião, foi assinada uma carta de compromisso entre as entidades e órgãos da comissão especial, que trata desse manejo. O processo recebeu o apoio de uma comitiva do governo do Maranhão, visto que o Estado realiza essa atividade há mais de 30 anos.

As metas estabelecidas na audiência pública foram: a capacitação das unidades familiares para desenvolver produtos de fins econômicos a partir do babaçu; capacitação das unidades familiares no mercado livre; construção dos arranjos florestais para o manejo do babaçu, como, por exemplo, o inventário florestal de produtos não madeireiros e a elaboração de um plano de negócio oriundo do fruto.

Entre os representantes do governo do Maranhão estiveram presentes o assessor especial da Secretaria de Agricultura Familiar do Maranhão (SAF/MA), Samuel Saraiva, e a coordenadora de Biodiversidade, Serviços e Ecossistemas da SAF/MA, Alba Albertina. Ambos compartilharam os benefícios do babaçu, presente na agroindústria do Maranhão há mais de 30 anos, e as possibilidades de implantar o processo de sucesso no Amazonas. “O nosso Estado do Maranhão é riquíssimo em babaçu e, ao longo de nossa história, aperfeiçoamos as técnicas de manejo da palmeira e do fruto, como a produção de carvão aditivado, óleo de cozinha e cosméticos, incrementando a economia do Estado e dos agroextrativistas. Queremos dizer que apoiamos todo esse movimento que o deputado estadual Sinésio Campos está fazendo e estamos dispostos em ajudar na implantação dessas técnicas”, explicou a coordenadora de Biodiversidade, Serviços e Ecossistemas da SAF/MA, Alba Albertina.

O deputado estadual Sinésio Campos salientou que, para encerrar o ciclo de reuniões técnicas sobre a política sustentável do babaçu, o percurso foi de muita articulação com várias lideranças políticas e agroextrativistas, principalmente, dos municípios de Boa Vista do Ramos e Barreirinha. “Para chegar até aqui o caminho foi árduo, mas, nós gostamos de desafios, pois vislumbramos os potenciais do babaçu e o quanto essa política de manejo trará melhoria de vida para os agroextrativistas do Amazonas, com o aumento de renda e estabelecimentos de normativas, leis e decretos para amparar toda a cadeia de produção do babaçu. Mas, para que isso seja executado é necessário ter apoio como do governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), que disponibilizou o suporte necessário para conhecermos o processo de desenvolvimento dos subprodutos do fruto em seu Estado. E, claro, quando o parlamento está junto com o povo a vitória é certa pois só construímos ótimas políticas quando existe a participação da população”.

O prefeito de Boa Vista do Ramos, Eraldo Trindade (PSC), agradeceu o apoio dado por Sinésio. “Somos gratos à base dada pelo deputado porque sem a sua ajuda seria difícil avançarmos nessa pauta que, há anos, discutimos junto aos representantes do governo. Queremos transformar para melhor a vida dos produtores da zona rural”. O vice-prefeito de Barreirinha, Ridson Barbosa (PP), também endossou a fala de Eraldo. “Agora, que o deputado Sinésio está envolvido em toda essa discussão acreditamos que, realmente, o manejo sustentável do babaçu será expandido no município, trazendo grandes avanços às comunidades agroextrativistas”.

Participaram do evento o prefeito de Boa Vista do Ramos, Eraldo Trindade, o vice-prefeito de Barreirinha, Ridson Barbosa, presidente da Câmara de Barreirinha, vereador Ronan dos Santos Barbosa, o presidente administrativo da comunidade de Santa Maria do Lago Preto em Barreirinha, Claudemir Costa, liderança Sateré Maué da comunidade da Sagrada Família, Vanessa Rodrigues, representantes da Federação dos Trabalhadores de Pesca e Aquicultura do Estado do Amazonas (Fetape), Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), Centro de Educação Tecnológico do Amazonas (Cetam), Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), Banco Basa de Maués, Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Amazonas (Idam) além da população.

Ações referentes ao babaçu no Amazonas

O deputado estadual Sinésio Campos tem lutado pela implementação de políticas públicas para o manejo sustentável do babaçu, no Amazonas, com o objetivo de transformar o fruto em uma das novas matrizes econômicas da região. A ideia é não depender apenas do modelo socioeconômico da Zona Franca de Manaus. Dentre as ações estão:

– Em 28 de março de 2014 houve a 1° audiência pública promovida pela Comissão, no salão paroquial da igreja católica de Boa Vista do Ramos, para debater e encaminhar a implementação do processo produtivo da cultura do Babaçu, no Amazonas;

– Em 05 de maio de 2021 houve a 1° reunião técnica;

– Em 15 de junho de 2021 houve a 2° audiência pública na Agrovila de São João do Rio Massauary, no município de Barreirinha;

– Em 16 de junho de 2021 houve a 2° reunião técnica, no município de Boa Vista do Ramos e visita técnica na comunidade De São Benedito;

– Em 30 de junho de 2021 houve a 3° reunião técnica da Comissão Especial do Babaçu;

– Em 03 de julho houve a primeira exposição, na Aleam, para mostrar as potencialidades culturais e econômicas do babaçu;

– De 04 a 06 de agosto a Comissão Especial do Babaçu visitou comunidades agroextrativistas, no Maranhão, com o intuito de fomentar intercâmbio de conhecimento.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.