]

Manaus, 04/08/2021

Cidade

Pós-pandemia aquecerá oferta de postos de trabalho em áreas técnicas, prevê Literatus

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
06/07/2021 12h41

O avanço da vacinação e a retomada gradativa das atividades econômicas deverá contribuir para o aquecimento do mercado de trabalho.  A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou recentemente estimativa de que somente neste setor serão necessários 300 mil profissionais nos próximos dois anos para ocupar cargos técnicos em todo o país. A situação se repete também em segmentos como comércio e serviços.

No Amazonas, o Centro de Ensino Literatus tem atuado fortemente na formação de profissionais para atender as demandas do mercado. A instituição já se tornou referência em empregabilidade. A instituição  já formou mais de 40 mil profissionais no Amazonas nas áreas técnicas de saúde, estética, indústria, infraestrutura, gestão e negócios. Desse total, mais de 74% dos egressos estão atuando no mercado de trabalho, o que reforça a demanda crescente por esses profissionais. O Literatus oferece mais de 21 cursos técnicos nas áreas de Ambiente e Saúde, Segurança, Gestão e Negócios, Infraestrutura e Controle e Processos Industriais.

A mantenedora do Literatus, Elaine Saldanha, ressalta que os cargos para profissionais com habilidades técnicas específicas são os que as empresas mais tem dificuldade para preencher atualmente no país. “Há pesquisas comprovando que há esse gargalo. Muitas empresas passam meses com vagas abertas para determinado posto de trabalho. No cenário atual, em que existem 15 milhões de pessoas desempregadas no país, isso é uma grande contradição”, destacou.

De acordo com Elaine Saldanha, o que explica essa procura sem sucesso das empresas é a baixa qualificação dos profissionais. “Por isso, mais do que nunca, é essencial investir em capacitação. As empresas exigem determinadas habilidades das quais não são de domínio dos profissionais. Essa realidade pode facilmente ser modificada com educação”, disse.

Segundo ela, o baixo investimento aliado à oportunidade de ingressar no mercado de trabalho de forma mais rápida, já que as capacitações têm menor duração quando comparadas a uma graduação superior, são algumas das vantagens da capacitação técnica. Outro diferencial é que esse tipo de formação pode ser feito antes mesmo de o jovem completar o ensino médio, o que possibilita ingressar mais cedo no mercado.

Elaine Saldanha reforça que mesmo durante a pandemia o Literatus manteve os investimentos, com foco nas novas demandas do mercado.  Temos apostado em tecnologia e ferramentas que ajudam a estimular a criatividade, senso crítico e o empreendedorismo dos nossos alunos”.