Educação

Produtor artístico utiliza recursos do teatro, dança, música e brincadeiras infantis para educar crianças na Internet

Produtor artístico utiliza recursos do teatro, dança, música e brincadeiras infantis para educar crianças na Internet

A partir do próximo dia 15 (terça-feira) de dezembro, os episódios do projeto “5 Minutos de Arte e Educação”, começarão a ir ao ar no canal do YouTube do produtor artístico e cenotécnico amazonense João Pedro Taneda. O projeto foi contemplado pela Lei Aldir Blanc, no edital do Prêmio Manaus de Conexões Culturais 2020, na categoria Teatro, da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) da Prefeitura de Manaus.

O autor do projeto explica que “5 Minutos de Arte e Educação” é constituído de seis vídeos encenados, com duração de 5 minutos, que retratam o cotidiano de crianças da periferia de Manaus. “No dia a dia dessas crianças, em meio às brincadeiras de rua, eles compartilham seus problemas e, juntos, vão resolvendo cada um deles através do que aprendem na escola com os professores, nos conselhos dados pelas suas famílias e nas suas observações do cotidiano. Toda vez que um problema se apresenta, reflexões são socializadas pelas crianças, de onde nasce aprendizado e soluções”.

Taneda conta que cada episódio trabalha um tema específico com as crianças. O primeiro vídeo trata sobre a questão da higiene pessoal. “Este vídeo ensina as crianças a importância da higiene pessoal para manter a saúde em dia, por isso mostra que o hábito de tomar banho, escovar os dentes, conservar as mãos limpas e as unhas cortadas é fundamental para se manter sadio. Estas são regras simples, mas que precisam ser lembradas sempre para evitar problemas como gripe, verminose e infecção intestinal”.

O segundo episódio aborda a questão das más companhias. “O vídeo mostra a importância de nossas amizades, e que, às vezes, podemos ajudar um amigo que está sendo influenciado por más companhias e que adquiriu maus hábitos. Portanto, o vídeo mostra que precisamos tomar cuidado com nossas amizades”.

O terceiro episódio ensina a criança que uma boa alimentação também é importante para se manter sempre sadio. “O vídeo ensina que para ter saúde, energia, disposição, felicidade e bom humor é necessário possuir uma boa alimentação! Ela, sem dúvida, pode ser a base para uma ótima infância. Por isso, devemos ficar atentos ao que comemos, pois nem sempre o que gostamos é saudável”.

No quarto episódio, é explorado a valorização da amizade. “O vídeo retrata que a amizade entre as crianças é muito importante para o seu desenvolvimento social e emocional. Através das amizades, as crianças aprendem a se relacionarem umas com as outras, desenvolvem habilidades sociais, ensinam outras crianças a serem bons amigos e a entender os laços que existem entre as pessoas”, comenta Taneda.

O quinto episódio traz a questão da discriminação. “O vídeo educa sobre a importância de respeitar as diferenças e de combater todas as formas de discriminação, algo que deve ser ensinado desde os primeiros anos da infância. Afinal, as crianças não são imunes às atitudes preconceituosas e é preciso ensiná-las a não serem preconceituosas”.

O último episódio trata de um tema ambiental: o aquecimento global. “Falar do meio ambiente na educação infantil é essencial para a formação de indivíduos responsáveis e conscientes de seu papel na preservação do planeta. Uma criança que aprende, desde cedo, que ela é parte da natureza e não proprietária dela terá uma relação muito mais sustentável com o meio ambiente”.

Cidadania e educação infantil – Taneda ressalta que o projeto tem um importante papel no desenvolvimento da cidadania. “Os vídeos foram elaborados, a fim de contribuir a uma formação da cidadania, que deve ser iniciada na infância. Assim, podemos dizer que se trata de um trabalho artístico e educativo e que será disponibilizado on-line e gratuitamente. Nosso intuito é tecer um olhar positivo da vida, despertando nas crianças o entendimento que transformações são necessárias para buscarmos soluções aos problemas que se apresentam em nossa vida”.

O autor do projeto também destaca que, atualmente, as crianças são expostas a muitos conteúdos em todas as mídias, e em especial na Internet, que são focados apenas no entretenimento e que se esquecem de abordar questões importantes para o desenvolvimento das crianças. “Não devemos oferecer toda sorte de produtos existentes no mercado, pois muitos podem ser nocivos à infância”.

Arte-educação – Essa preocupação com a qualidade do que se diz e ensina nos meios de comunicação levou os artistas envolvidos no projeto a prepararem de forma cuidadosa a encenação realizada nos vídeos. “Desejamos contribuir tanto na construção simbólica da arte quanto na construção de um ser humano melhor, mais sensível e mais habilitado para lidar num mundo tão complexo”, comenta Taneda.

Ficha técnica – A produção artística é assinada por João Pedro Taneda. O texto e a direção são de Narda Telles. O elenco é formado pelos atores Denise Lima, Diego Lima, Lorena Torres, Luzimar Santos e Mayara Dellacarmo. O contrarregra foi Arnoldo Chaves. As coreografias foram elaboradas por Mara Pacheco. Lucas de Mello é o responsável pelo design gráfico.

Currículo artístico – João Pedro Taneda trabalha como produtor artístico desde 2006, quando passou a integrar a Associação Amazônia Arte-Mythos. Em 2007, ele participou de um curso de produção artística e cenotécnica, oferecido pela Arte-Mythos, através do qual foi aprimorando seu conhecimento na área. Com o aprendizado adquirido, passou a desenvolver seus próprios projetos.

Taneda atuou como produtor artístico e cenotécnico nas seguintes produções da Arte-Mythos: “Yawê, o Pequeno Peixe Boi” (2006), “Prometheu” (2006), “Cici e as Formigas” (2007), “Antígona” (2008), “Brincando em Cena” (2010), “Assembleia das Árvores” (2010), “A Menina e o Tempo” (2015), “A Incrível Viagem de Mariana” (2015) e “A Menina dos Brincos de Ouro” (2015).

Também fez produção artística para os seguintes espetáculos: “Dona Chuva e Dona Selva Contra O Senhor Moto Serra (2009), “Lenda da Cobra Norato” (2012), “As Bacantes” (2013), na participação da peça “Medéia” (2014) na Mostra 10 Anos do Festival de Teatro da Amazônia e “A Menina e o Tempo” (2020). Em 2010, foi o realizador do projeto “Teatro para todos em Manaus” – Circulação de espetáculos na Rua – Prêmio Secretaria Municipal de Cultura.

Com informações da assessoria