Manaus, 05/12/2022

Brasil

Professora com medida protetiva é assassinada por ex-companheiro PM, diz polícia

Alessandra Abdalla foi morta nesta manhã em Florianópolis — Foto: Redes sociais/Reprodução
Alessandra Abdalla foi morta nesta manhã em Florianópolis — Foto: Redes sociais/Reprodução
24/11/2022 14h20

Uma mulher de 45 anos foi morta com pelo menos 10 tiros na manhã desta quinta-feira (24) em Florianópolis. Segundo o delegado Enio de Mattos, a vítima é professora de uma unidade educacional no bairro Tapera, no Sul da Ilha, e foi morta quando chegava para trabalhar.

O suspeito, conforme o delegado, é o ex-companheiro dela e policial militar, do qual ela tinha uma medida protetiva contra.

Atualmente, o militar está lotado no 4º Batalhão realizando serviços administrativos. A corporação disse ainda que ele estava com “restrição do serviço operacional”, mas não detalhou os motivos.

A prefeitura se manifestou também sobre o assassinato de Alessandra Abdalla reforçando que o crime aconteceu poucos metros do local de trabalho.

“Alessandra era servidora pública desde 10 de fevereiro de 2014. Tinha 45 anos. Conforme o secretário de Educação, Maurício Fernandes, a comunidade escolar, a cidade, está em choque. ‘Estamos abalados com um ato monstruoso como esse'”, diz a prefeitura.

Esta é a segunda confirmação de feminicídio na região em menos de duas horas. Por volta das 9h30, uma mulher de 33 anos foi encontrada carbonizada em um apartamento em Tijucas. O suspeito também não havia sido localizado.

Corpo de mulher é achado carbonizado sobre a cama; e caso é tratado como feminicídio

Nota da PM

O comando do 4º BPM esclarece que não tinha conhecimento de a mulher já havia pedido uma medida protetiva contra o ex-companheiro.

As buscas pelo foragido seguem, com apoio do Batalhão de Operação Especiais (BOPE) para que o mesmo seja preso e levado à Justiça.

Esta tragédia e seu desfecho seguem como prioridade do 4º BPM, e assim que houver novos encaminhamentos a PMSC divulgará nova nota.

Nossos consternados sentimentos à família da vítima e à sociedade, diante deste episódio de profundo pesar.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.