Manaus, 30/01/2023

Cidade

Programa ‘Asfalta Manaus’ recupera 119 ruas nos bairros da zona Centro-Oeste

Programa ‘Asfalta Manaus’ recupera 119 ruas nos bairros da zona Centro-Oeste
30/11/2022 16h50

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), intensifica os serviços de recapeamento asfáltico em 119 ruas dos bairros Planalto, Redenção e Alvorada 1, 2 e 3, na zona Centro- Oeste. Todas as ações de manutenção e infraestrutura fazem parte do programa “Asfalta Manaus”, que tem como meta recuperar 10 mil ruas na capital amazonense.

 

O secretário de Obras, Renato Júnior, vistoria todos os serviços que estão sendo realizados na cidade por meio do veículo “Seminf móvel” e atesta com os moradores a qualidade dos trabalhos concluídos nas ruas feitas.

 

“Aqui na zona Centro-Oeste, a gestão do prefeito David Almeida recuperou muitas ruas, por meio do maior programa de recapeamento asfáltico da história, trabalhando de forma simultânea e diuturna. As equipes empenharam o melhor de si na primeira fase do programa e quem aprova isso são os moradores, e nas próximas fases daremos o nosso máximo. A meta é trabalhar, não temos hora e nem lugar”, afirmou o secretário.

 

O técnico em Telecomunicações, Bruno Auzier, de 34 anos, morou durante 28 anos no Alvorada, e hoje se utiliza das ruas do bairro para chegar ao seu local de trabalho, e compartilha a satisfação de ver as ruas transformadas.

 

“Morei quase 30 anos no bairro e sempre enfrentei as dificuldades dos buracos trazendo riscos e prejuízos para os moradores, e já faz muitos anos que utilizo essa rota para chegar no meu trabalho, e foi somente nesta gestão que houve a transformação, agradeço a toda a equipe”, ressaltou Bruno.

 

A enfermeira Maria de Nazaré, de 53 anos, sempre morou nos bairros da zona Centro-Oeste, e afirma que agora pode pilotar sua motocicleta com mais tranquilidade e segurança.

 

“Eu já morei muitos anos no Lírio do Vale, Redenção e Planalto e eram muitos buracos, e muitas poças de lama quando chovia. Eu que piloto uma moto, ficava apreensiva com medo de sofrer um acidente, ou desviar de um buraco e atropelar alguém, ainda bem que nunca aconteceu, mas já passei muitos sufocos, e hoje eu posso desfilar com minha motocicleta nas ruas que receberam asfalto”, disse Nazaré.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.