]

Manaus, 30/07/2021

Amazonas

Programa de Telessaúde alcança 59% de implantação no Amazonas

Programa de Telessaúde alcança 59% de implantação no Amazonas
21/07/2021 12h41

O programa de Telessaúde da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), criado em novembro de 2020, alcançou 59% de implantação, totalizando 16 municípios do Amazonas com teleconsultas realizadas por médicos do Hospital Israelita Albert Einstein (Hiae). A previsão é que em agosto deste ano mais 12 cidades do Amazonas ofereçam atendimento especializado no próprio município.

O Telessaúde somou, nesta terça-feira (20/07), 1.741 atendimentos realizados em sete especialidades médicas. O município com a maior demanda de consultas, até o momento, é Lábrea, com 338 atendimentos contabilizados, seguido de Barcelos, com 307, e Manaus, com 239.

O atendimento mais procurado é o de cardiologia, com 386 consultas. A procura por psiquiatria é a segunda especialidade com mais teleconsultas, no total de 346, seguida de neurologia adulto (324), neurologia pediátrica (250), reumatologia (178), endocrinologia (157) e pneumologia (100).

O secretário executivo adjunto de Tecnologia da Informação da SES-AM, Francisco Arce Júnior, comentou sobre a ampliação do programa.

“Estamos com mais de 1.700 atendimentos via teleconsultoria, por meio do Hospital Israelita Albert Einstein, disponibilizando sete especialidades. Dos 27 municípios selecionados pelo programa, 16 já estão utilizando os serviços especializados. Nossa expectativa, diante dos desafios como principalmente a conectividade, é que em agosto possamos estar contemplando 100% do que foi proposto”, explicou o secretário.

Expansão – Os 12 novos municípios do estado contemplados pelo programa já estão com os equipamentos, adquiridos por eles para a realização das teleconsultas, e a previsão é de que até o final de julho estejam em pleno funcionamento. A SES-AM vem trabalhando junto à Empresa de Processamento de Dados do Amazonas (Prodam) a fim de viabilizar a conexão nos municípios onde existe fibra e conectar as unidades de saúde.

As teleconsultas são mediadas por um médico da unidade hospitalar do município. Após as consultas, que são pré-agendadas pelo Sistema Nacional de Regulação (Sisreg), os pacientes recebem o encaminhamento para exames, medicação prescrita e o agendamento do retorno, assegurando a continuidade do tratamento. O programa é mantido por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS).