Cidade

Projeto cria políticas de bem-estar animal e fauna doméstica em Manaus e áreas protegidas

Projeto cria políticas de bem-estar animal e fauna doméstica em Manaus e áreas protegidas

Entre as ações previstas pelo projeto, estão castração cirúrgica, vacinação e atendimento veterinário para cães e gatos

Os altos índices de animais domésticos abandonados e sem assistência na região metropolitana de Manaus e áreas de conservação ambiental são um grave problema para a saúde pública. Além da falta de cuidado para com cães e gatos, a presença desses animais representa um risco de transmissão de zoonoses para a população e desequilíbrio ambiental em áreas florestais. Para solucionar essa problemática, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS), por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), está desenvolvendo um projeto de formulação, implementação e execução de uma Política Estadual do Bem-estar Animal e da Fauna Doméstica.

O projeto tem o objetivo de apoiar a construção de uma política pública de controle populacional de cães e gatos na região, garantindo o bem-estar desses animais por meio de ações como castração cirúrgica, vacinação e atendimento veterinário. As intervenções devem acontecer nos municípios de Manaus, Manacapuru e Novo Airão, assim como nas Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Rio Negro e Puranga Conquista e Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Negro. O projeto será realizado por meio de emendas parlamentares no valor de R$ 1,6 milhões. 

De acordo com a gerente do Programa de Soluções Inovadoras da FAS, Gabriela Sampaio, o crescimento da quantidade de cães e gatos nas comunidades ribeirinhas atendidas pela Fundação tem chamado a atenção nos últimos anos. “Isso gera uma série de transtornos para a população e para o meio ambiente, aumentando o risco de transmissão de zoonoses como raiva, leptospirose e leishmaniose, por exemplo”, explica.

“Nosso projeto tem a missão de levantar o contexto regional do bem-estar animal e da fauna doméstica no Amazonas, apoiar a elaboração de uma política estadual e implementar ações práticas junto a parceiros em municípios e áreas protegidas”, completa a gerente.

Para a implementação das ações, está prevista a aquisição de um “castramóvel”. Também será realizado um processo seletivo para a doação de ração para protetores e cuidadores de animais.

Destinação

O projeto de bem-estar animal é realizado por meio de emendas parlamentares de autoria dos deputados estaduais Joana Darc (PL) e Saullo Vianna (PTB). Joana é ativista da causa animal e afirma que, por meio da destinação dos recursos, será possível atender a quantidade crescente de animais domésticos na região.

“Conheço bem a realidade do nosso Estado no que diz respeito aos animais nas ruas e protetores de animais. No ano passado, no tempo da destinação de recursos, busquei parcerias para que os projetos de bem-estar animal pudessem ser abraçados pelas instituições e chegassem até quem mais necessita. Foi aí que a FAS surgiu como parceira nesse processo e, juntos, iremos concretizar o atendimento veterinário na região, ajudando a salvar a vida de muitos animais e ainda ter o controle populacional de cães e gatos”, afirma Joana Darc.

Para o deputado Saullo Vianna, a expectativa a longo prazo é que mais animais sejam assistidos pelo poder público estadual, garantindo o bem-estar da fauna doméstica e a manutenção da saúde pública. “Quando decidi destinar parte das minhas emendas parlamentares para a implementação e execução da Política Estadual do Bem-estar Animal e da Fauna Doméstica, tinha certeza que seriam recursos bem aplicados em algo que nunca antes foi tratado da forma correta pelo poder público”, diz o parlamentar.

A expectativa é que a política formulada dentro do projeto da FAS tenha abrangência em todos os 62 municípios amazonenses. Atualmente, o projeto está em fase de desenvolvimento, com previsão da realização das ações práticas em 2021.

Sobre o projeto

A construção da Política Estadual do Bem-Estar Animal e da Fauna Doméstica será executada pela Fundação Amazônia Sustentável (FAS) por meio de emenda parlamentar de autoria dos deputados estaduais Joana Darc (PL) e Saullo Vianna (PTB), com supervisão técnica da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema). O projeto tem como objetivos o levantamento do contexto regional do bem-estar animal e da fauna doméstica no Amazonas, o apoio na elaboração da Política Estadual e a implementação de ações práticas desta política pública no estado.