Manaus, 29/11/2022

Mundo

Quase 100 crianças morreram em terremoto na Indonésia

Quase 100 crianças morreram em terremoto na Indonésia
23/11/2022 11h40

Quase 100 crianças estão entre os 271 mortos no terremoto de 5,6 graus na escala Richter que atingiu a Indonésia dois dias atrás, segundo informou nesta quarta-feira (23) a Agência Nacional para a Gestão de Desastres do país (BNPB).

De acordo com dados oferecidos pelo órgão, 37% das vítimas eram menores de idade. Além dos 271 mortos, há mais de 2 mil feridos e 40 pessoas estão desaparecidas.

Nesta quarta, segundo o BNPB, as equipes de resgate conseguiram encontrar com vida um menino de seis anos, chamado Azka, que estava soterrado.

Os trabalhos de busca seguem na Indonésia, dois dias depois do abalo sísmico, registrado no início da tarde da última segunda (21) na província de Java Ocidental, a mais povoada do país.

O epicentro do terremoto foi perto da cidade de Cianjur, localizada a 75 quilômetros de Jacarta.

Como o abalo aconteceu em horário escolar e provocou danos em 80 instituições de ensino – segundo a ONG Save the Children Indonesia-, vários menores de idade foram afetados.

– No entanto, não sabemos quantas crianças ficaram feridas ou morreram. O terremoto aconteceu com salas de aula lotadas. Muitos saíram chorando, sem saber o que estava acontecendo – afirmou Fadli Usman, responsável pela equipe de resposta da Save the Children em Cianjur.

Mais de 2,9 mil pessoas seguem trabalhando no resgate de vítimas, entre bombeiros, voluntários, funcionários da Agência Nacional de Busca e Resgate da Indonésia.

A BNPB, por sua vez, aponta que 62 mil pessoas estão fora de suas casas, muitas em hospitais de campanha e abrigos improvisados, precisando de água, alimentos, roupas, cobertores, medicamentos e atendimento médico.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.