Manaus, 29/01/2023

Amazonas

Resultados de cerca de 50 projetos de pesquisa são apresentados nos seminários da Fapeam

Resultados de cerca de 50 projetos de pesquisa são apresentados nos seminários da Fapeam
08/12/2022 12h00

Ao finalizar o 3º Seminário Fapeam: Resultados/Impactos de Pesquisas, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) conta com mais 19 projetos concluídos e que tiveram seus resultados apresentados por seus coordenadores e equipes. O evento tem por objetivo socializar e popularizar os resultados de projetos fomentados pelo Governo do Estado, por meio de programas ofertados pela Fundação para o desenvolvimento econômico, social, ambiental e científico do estado.

Em sua 3ª edição, o Seminário Fapeam é uma ação inédita, iniciada neste ano e que já apresentou resultados de cerca de 50 projetos de pesquisa. O simpósio iniciou na terça-feira (6) com a exposição de dez pesquisas e encerrou nesta quarta-feira (7) com a apresentação de mais nove projetos. Os estudos ora apresentados fazem parte dos programas: Coleções Biológicas/Museus, Programa de Apoio Estratégico ao Desenvolvimento Econômico-Ambiental do Estado do Amazonas – Amazonas Estratégico, e Universal Amazonas.

Universal Amazonas

Durante o encontro, um dos estudos apresentados, apoiado pelo Programa Universal Amazonas, foi a pesquisa “Alimentação de filhotes de tartarugas e tracajás na natureza e em sistemas de criação comunitários no Amazonas”, coordenada por Paulo César Machado de Andrade, pesquisador da Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

A pesquisa avalia a alimentação de filhotes e juvenis de tartarugas e tracajás, na natureza e em sistemas de criação comunitária em Barreirinha e Carauari no Amazonas. O principal impacto social desse estudo foi a capacitação de comunitários que acompanharam os ensaios e as unidades experimentais para aprenderem sobre o manejo, a alimentação dos filhotes de quelônios, bem como a fabricação de ração artesanal.

O coordenador do projeto destacou que a iniciativa possibilita o repasse de informações para o público em geral, além da troca de informação e experiência com outros pesquisadores de outras áreas.

“A Fapeam é fundamental para que possamos desenvolver pesquisas, que visam trabalhar com os comunitários na busca de uma forma sustentável no interior do Amazonas, nesse caso específico”, completou Paulo César de Andrade.

Ao participar pela primeira vez do Seminário Fapeam: Resultados/Impactos de Pesquisas, o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa) e coordenador do projeto de pesquisa “Micromoléculas para a química fina no Amazonas (Molecquimfinama)”, Adrian Martin Pohlit destacou que sua pesquisa disponibiliza novas micromoléculas com potencial relevância para a indústria de química fina, a partir de plantas do Amazonas.

Entre os achados na análise incluem: atividade antiparasitária de plantas antimaláricas de povos indígenas e tradicionais, polifenóis antioxidantes e antimaláricos (relevante para uso da castanheira em alimentos), alcalóides antimaláricos purificados das acariquaras brancas e carapanaúba.

Adrian Martin avaliou de forma positiva o simpósio. “A experiência de apresentar minha pesquisa pessoalmente e compartilhar com a sociedade e com outros pesquisadores é gratificante”, acrescentou.

Outras pesquisas também apoiadas pelo Universal Amazonas foram apresentadas no Seminário, entre elas a “Biogeografia da Bacia do Rio Negro: associando genômica populacional e evolução da paisagem para compreender a origem da diversidade e fornecer subsídios para seu manejo e conservação”, coordenada por Camila Cherem Ribas; o estudo “Programa alimentar para o desempenho e a saúde na fase inicial do tambaqui em sistema de bioflocos”, coordenada por Elizabeth Gusmão Affonso;  “Monitoramento de diversidade de Anuros e Aves com fins de conservação e inclusão cientifica de comunidades rurais”, coordenada por Albertina Pimentel Lima; e “Produção, estabilidade e aplicabilidade de colorantes produzidos por fungos filamentosos isolados de amostras de Solo da Região Amazônica”, coordenado por João Vicente Braga de Souza.  Todos do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

Outros destaques foram estudos da Universidade Federal do Amazonas (Ufam): o “Projeto BASNE – Balanço de Água e Sedimentos no baixo curso do Rio Negro”, coordenado pelo pesquisador Naziano Pantoja Filizola Júnior; “Alimentação de filhotes e juvenis de tartarugas (Podocnemis expansa) e tracajás (Podocnemis unifilis) na natureza e em sistemas de criação comunitários no Amazonas”, coordenado por Paulo César Machado de Andrade; “Desenvolvimento Pré e Pós-natal do aparelho urogenital e seu Papel no sucesso reprodutivo de Podocnemis Expansa (Testudines, Podocnemididae)”, coordenada por Marcela dos Santos Magalhães.

E também o estudo “Observatório Juventude e Educação Profissional e Tecnológica no contexto Amazônico”, coordenado por Deuzilene Marques Salazar, do Instituto Federal do Amazonas (Ifam).

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.