Manaus, 20/04/2021

Cidade

Sejusc recebe mil máscaras de pano para população em situação de rua que será atendida em abrigo emergencial

Sejusc recebe mil máscaras de pano para população em situação de rua que será atendida em abrigo emergencial
17/02/2021 11h40

A Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) recebeu, nesta terça-feira (16/02), a doação de mil máscaras de tecido do projeto “Máscara + Renda”, por meio do grupo Pão Nosso. Os produtos serão destinados para as pessoas em situação de rua atendidas no abrigo emergencial temporário, com previsão de ser montado pela pasta ainda neste mês.

De acordo com a secretária Mirtes Salles, titular da Sejusc, as doações fazem parte das ações para prestar assistência social às pessoas que serão abrigadas.

“Essas máscaras estão ajudando duplamente. Estão ajudando as mulheres que, nesse momento de pandemia, ficaram sem uma fonte de renda. Elas fabricaram essas máscaras, receberam parte desse valor, e hoje esses produtos estão somando às outras doações que recebemos para atender as pessoas em situação de rua, que serão abrigadas nas próximas duas semanas pela Sejusc”, afirmou.

Mirtes ainda destaca o compromisso do Governo do Amazonas em atender essas pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social. “Essas doações vão ajudar e muito no cuidado, na prevenção e higiene dessa população”, completou.

Para a secretária executiva de Direitos Humanos da Sejusc, France Mendes, as doações servem para reforçar os cuidados da pasta com aqueles que mais precisam de atenção. “Essas máscaras são de grande importância para os abrigados, para protegê-los da contaminação e para prevenir o contágio pelo novo coronavírus”, disse.

Membro do grupo Pão Nosso, Nara Suely D’Avilla Cavalcante destaca os esforços em trabalhar para amenizar as dificuldades de pessoas que, no momento, encontram-se em situação de vulnerabilidade social.

“Para o grupo, a doação das máscaras representa um ato de amor e respeito à vida, visto que os três pilares para evitar a transmissão do vírus são a utilização da máscara, higienização das mãos e distanciamento social. Então, para o grupo, esse ato é muito importante”, destacou.

Projeto – O “Máscara + Renda” consiste em mapear as costureiras de todo o Brasil que estejam em situação de vulnerabilidade social e que perderam sua renda mensal durante a pandemia, oferecendo a elas um novo caminho de geração de renda. Elas são cadastradas no projeto por articuladoras regionais, recebem um kit de matéria-prima e um pagamento por máscara produzida por dia, garantindo sua renda por três meses.