]

Manaus, 17/09/2021

Cidade

Setemp e 12ª Região Militar iniciam tratativas de parceria para capacitar egressos do serviço militar

Setemp e 12ª Região Militar iniciam tratativas de parceria para capacitar egressos do serviço militar
27/05/2021 21h50

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria Executiva do Trabalho e Empreendedorismo (Setemp), órgão da Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti), encaminhou na manhã desta quinta-feira (27/05), tratativas de futuras parcerias para a capacitação de jovens egressos do serviço militar, através de cursos profissionalizantes.

A titular da pasta, Neila Azrak, o diretor administrativo do Sine Amazonas, Almir Albuquerque, e o jornalista Haroldo Furtado, foram recebidos pelo Chefe do Estado Maior, Cel. José Fernandes Filgueiras, em reunião realizada na 12ª Região Militar, zona oeste de Manaus.

 

Durante a reunião, também foram apresentadas propostas de resgate dos soldados inativos, que no momento não estão inseridos no mercado de trabalho. A iniciativa também inclui jovens que deram ou ainda vão dar baixa no serviço militar, recebendo suporte para ingressar no meio profissional, além de receber total apoio do Sine Amazonas com os serviços de cadastro para empregos.

 

De acordo com o Chefe do Estado Maior, Cel. Filgueiras, a proposta será apresentada ao Comando Geral, para que todos os direcionamentos necessários possam ser entregues e seja possível a execução desse trabalho, pois a união com o Governo do Estado e Setemp, é essencial na geração de emprego e renda.

 

Para a secretária executiva da Setemp, Neila Azrak, essa iniciativa é importante para que os jovens tenham a oportunidade de se qualificar e se preparar para o mercado de trabalho: “Sabemos o quanto é necessário que projetos como esses sejam colocados em prática”, disse.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.