Manaus, 18/05/2022

Amazonas

SSP-AM realiza reunião de alinhamento para monitoramento do concurso público da Polícia Civil

SSP-AM realiza reunião de alinhamento para monitoramento do concurso público da Polícia Civil
22/03/2022 15h50

 

A Secretária de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), por meio da Secretaria Executiva Adjunta de Gestão e Planejamento Integrado (Seagi), realizou, na manhã desta terça-feira (22/03), uma reunião para alinhar as estratégias de monitoramento dos locais de aplicação das provas para o concurso público da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM). No domingo (27/03), serão aplicadas apenas as provas para os cargos de delegado.

 

Seguindo o exemplo dos concursos anteriores, o Sistema Integrado de Comando e Controle (SICC) será ativado, com a integração de cerca de 10 órgãos, a partir das 6h do domingo, 30 minutos antes da abertura dos portões. Para as provas objetivas, os portões fecharão às 7h45 e as provas iniciarão às 8h. Para as provas discursivas, os portões reabrem às 14h, fecham às 14h45 e as provas iniciam às 15h.

 

Serão monitorados os locais de aplicação de prova em Manaus e nos municípios de Eirunepé, Coari, Itacoatiara, Humaitá, Tabatinga, Tefé e Parintins.

 

Vagas – São 12.199 inscritos concorrendo a 62 vagas de delegado de Polícia Civil. Do número total de candidatos, 11.182 farão a prova na capital. A remuneração inicial para o cargo é de R$ 20.499.

 

Participantes – Além de representantes da Seagi, participaram da reunião representantes da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), PC-AM, Polícia Militar do Amazonas (PMAM), Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) e Amazonas Energia.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.