Manaus, 19/06/2021

Mundo

United compra aviões supersônicos que podem voar de SP a NY em menos de 6 horas

United compra aviões supersônicos que podem voar de SP a NY em menos de 6 horas
03/06/2021 20h40

A companhia aérea norte-americana United anunciou nesta quinta-feira (3) a compra de aviões que prometem reduzir praticamente pela metade o tempo das viagens. Os novos modelos “Overture” são supersônicos – ou seja, voam acima da velocidade do som. O plano da empresa é começar a transportar passageiros nos novos modelos até 2029.

Com esse avião, seria possível tomar café da manhã em São Paulo e, menos de seis horas, almoçar em Nova York. Hoje, a mesma viagem leva quase dez horas.

Atualmente, os aviões que cruzam os céus têm velocidade máxima próxima de 950 quilômetros por hora. Os novos aviões supersônicos podem voar até a 1,7 Mach, que corresponde a cerca de 2.000 quilômetros por hora. Segundo a United, com o dobro da velocidade, o novo modelo permitirá voar para cerca de 500 destinos em quase metade do tempo registrado com a atual frota. Não há detalhes sobre quais destinos receberão o novo modelo.

A compra anunciada é de 15 aviões do modelo “Overture”, projeto da startup norte-americana Boom Supersonic. Essa aquisição, diz comunicado à imprensa, vai seguir adiante desde que o novo avião atenda aos requisitos de segurança, operação e sustentabilidade. Há, ainda, possibilidade de compra adicional de 35 unidades do mesmo modelo.

Esse avião supersônico ainda está apenas nas pranchetas e computadores da Boom, e a ideia é lançar o modelo em 2025, realizar o primeiro voo em 2026 e transportar passageiros até 2029. Portanto, o modelo ainda está longe de existir de fato. O projeto promete que a aeronave terá emissão zero de carbono com o uso de um combustível de aviação sustentável, o SAF na sigla em inglês.

O projeto do Overture tem 62 metros de comprimento e capacidade de 65 a 88 passageiros exclusivamente na classe executiva. A empresa promete janelas amplas e configuração sem assentos do meio – ou seja, passageiros só viajarão em lugar próximo à janela ou corredor. Com essas características, o novo avião supersônico deve ser direcionado especialmente aos passageiros de negócios.

A britânica Virgin e a japonesa JAL também têm pré-encomendas desse avião, mas o negócio ainda não foi confirmado pelas companhias.

Essa não é a primeira vez que a tecnologia supersônica é voltada aos passageiros. Na década de 1960, começou a ser fabricado o modelo europeu Concorde que voou acima da velocidade do som até o início dos anos 2000. Acidentes e altos custos de manutenção e do petróleo, além da elevada poluição sonora e ambiental foram algumas das razões que aposentaram o avião que chegou a voar para o Brasil.