Manaus, 03/12/2022

Política

WILSON LIMA REÚNE COM MORADORES DO COROADO

WILSON LIMA REÚNE COM MORADORES DO COROADO
29/09/2018 19h32

Um evento com mais de mil pessoas, realizado no bairro do Coroado, Zona Leste de Manaus, na noite desta quinta-feira (27), demonstrou, mais uma vez, a dimensão que tem tomado a campanha do candidato ao governo Wilson Lima (PSC).

Recebido com aplausos, gritos de incentivo e centenas de selfies, o candidato do 20 falou como sua trajetória no jornalismo contribuiu para a formação da consciência sobre os problemas da sociedade amazonense.

“Durante 12 anos, como jornalista, acompanhei de perto as dificuldades que as pessoas enfrentam no dia a dia e muitas vezes consegui um encaminhamento, uma solução. Mas chega uma hora em que você não consegue fazer mais. E esse envolvimento com os problemas da comunidade, das pessoas pedindo oportunidade de emprego, esperando na fila por uma cirurgia, eu não poderia ficar passivo diante disso”, disse o candidato a governador.

“A gente precisa de gente como a gente, de pessoas que entendam a nossa dor e conheçam as nossas dificuldades. Eu duvido que algum candidato tenha mais experiência do que eu em ouvir o cidadão”, disse Wilson Lima, que falou ainda sobre os constantes ataques que vem sofrendo pelos adversários.
“Eles vão me atacar, mas isso é desespero. A gente já conhece esse velho roteiro da política, esse jogo sujo. Toda vez que eles me atacarem, eu trabalho mais, toda vez que eles me caluniam, eu apresento uma proposta. Nós nunca estivemos tão perto de mudar a história do nosso estado”, afirmou Wilson.

Para a secretária Aldiane Santos, a onda de renovação do 20 já tomou conta da cidade. “Aqui no Coroado, lá no Mutirão, está todo mundo querendo o 20. O 20 é a renovação, a mudança. Vamos tirar a mesmice do poder. A gente quer ver coisa nova. A gente quer Wilson Lima governador”, disse.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.