Manaus, 06/10/2022

Cidade

Ageman fiscaliza serviços de iluminação pública no Tarumã-Açu

Ageman fiscaliza serviços de iluminação pública no Tarumã-Açu
24/08/2022 15h00

Equipes da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) fiscalizaram, nesta semana, os serviços de modernização da iluminação pública realizados no ramal do Baiano, no bairro Tarumã-Açu, na zona Centro-Oeste da capital.

 

Os serviços foram executados pela concessionária Manausluz. Na localidade, foram instalados 47 pontos de iluminação com relés de controle do sistema de telegestão. A tecnologia possibilita a identificação da pane de forma remota sem a necessidade de deslocar uma equipe até o local da ocorrência. O ramal do Baiano é a principal via de acesso para diversas chácaras.

 

Além do ramal, as equipes também vistoriaram a modernização realizada na rua do Haras, que recebeu quatro luminárias de LED. Com a melhoria da iluminação, o acesso dos veículos e pedestres pela via ficou mais seguro.

 

O diretor de Gestão Energética e Iluminação Pública da Ageman, engenheiro Everaldo Leal, explicou que, com a modernização da rua do Haras, o município obteve uma redução de 74% no consumo de energia.

 

Em toda a Manaus, a modernização da iluminação pública possibilitou aos cofres municipais uma redução média de 57% no consumo de energia, desde o início da concessão.

 

A capital amazonense alcançou, neste ano, a marca dos 100% dos pontos de iluminação pública a LED, conforme determinação do prefeito David Almeida. A medida tem proporcionado uma melhor luminosidade e mais segurança.

 

As demandas referentes à iluminação pública na cidade de Manaus podem ser requisitadas pela população por meio aplicativo Manaus + Luz ou ainda pelo 0800-201-0001. A Ouvidoria da Ageman também atende as demandas pelo 0800-092-3511 e WhatsApp 98842-5821, pelas redes sociais @ageman_manaus, site www.ageman.manaus.am.gov.br ou pelo e-mail [email protected].

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.