Manaus, 13/05/2021

Política

‘Agressão nefasta’, diz Serafim após secretário barrar projeto da LG na ZFM

‘Agressão nefasta’, diz Serafim após secretário barrar projeto da LG na ZFM
30/04/2021 12h30

O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) classificou como “nefasta” a manobra aplicada pelo secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Da Costa, que retirou da pauta do Conselho de Administração da Suframa (CAS) desta quarta-feira (28) o projeto pelo qual a multinacional LG Electronics pedia autorização para produzir microcomputadores e monitores na sua planta no Polo Industrial de Manaus (PIM).

“Preciso registrar o absurdo cometido ontem pelo secretário Carlos Costa, representando o ministro Paulo Guedes, em mais uma agressão nefasta contra a Zona Franca de Manaus. O projeto da LG tramitou, seriam empregos gerados aqui, seria ICMS gerado aqui, seria uma nova atividade econômica, e ele defendendo os interesses de São Paulo retirou de pauta o projeto sem nenhuma razão”, disse Serafim durante discurso na sessão híbrida desta quinta-feira, da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

A proposta tinha o parecer favorável dos demais membros do CAS. Esse era o projeto com maior previsão de investimentos na pauta da 297ª reunião do CAS, R$ 325 milhões no total. A expectativa era de que 68 novos postos de trabalho fossem criados.

Após a manobra do aliado de Bolsonaro, a LG considera encerrar suas atividades no Brasil. Para os dirigentes da empresa sul-coreana, a decisão de Carlos Costa demonstra a instabilidade jurídica para se investir no Brasil.

“O projeto teve o trâmite normal, teve todos os pareceres favoráveis e agora o que nós temos é que a LG, que é uma gigante da tecnologia, uma empresa sul-coreana, ameaça sair não apenas da ZFM, mas do Brasil. Então quero manifestar aqui o meu repúdio ao secretário Carlos Costa, ao ministro Paulo Guedes e ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), esse trio nefasto a atividade econômica na Zona Franca de Manaus”, declarou o deputado.